Carta para os Pais: palavras que nunca ouviram.

18 agosto 2013


Vocês me dizem que eu posso confiar em vocês, que eu tenho que desabafar pra vocês porque são minha família. Mas quando eu choro, dizem que sou fraca, que estou me fazendo de vítima, e que é drama. Aí eu fico pensando se era algum tipo de piada, pois para mim isso não faz sentido. Querem que eu seja forte, sendo que vocês são minha fraqueza? Me esculacham, me pressionam e me fazem ter uma crise de choro, pra depois dizer pra eu sorrir e acreditar em mim mesma? Eu estou cansada de ouvir que é tudo fase, estou cansada de ouvir gente dizendo que é fácil. Não, não é fácil. Ou é. Apenas não sei por que, mas tudo é sempre mais difícil pra mim. Eu preciso de ajuda, de motivação, eu mesma já me pressiono, por que vocês tornam tudo mais difícil? Eu estou cansada de brigar, eu tento fazer tudo certo, eu tento agradar vocês, mas vocês não veem? Como vocês não veem? Só dizem “você precisa mudar”. Mudar? Mudar o que e de que jeito? Eu não nasci sabendo nada, e como eu vou aprender se toda vez que eu erro, só escuto xingamentos? É difícil aprender. Meus pensamentos me cegam, e eu nem sempre consigo ver onde eu errei. 

E não vou mais contar nada disso pra vocês, já que isso é se fazer de vítima. Tá difícil, mas como sempre, eu aguento. Sem nada para me apoiar, mas é o único jeito. Desistir não é opção, e vocês me conhecem, desistir realmente não é comigo. Eu nem sei mais como me abrir, nunca me abro completamente, meu peso interior nunca se finda, pois estou acostumada demais a guardar tudo pra mim, as pessoas são decepcionantes, e sempre usam o que eu conto contra mim. Dão risada na minha ruína e depois não entendem por que eu mudei. Por que eu não sou mais legal com elas. Sarcasmo, burrice ou hipocrisia? Nunca vamos saber. E pelo visto, não posso contar com vocês também, e isso me destrói. Desculpe se estou sendo dramática, ou incoerente. Eu não sei desabafar, não tive oportunidade de aprender. E eu prometo, aquela foi a última vez que eu chorei na frente de vocês, vou continuar chorando escondido como sempre fiz, e não vou mais incomodar vocês com meus dramas insanos. Não quero condenar vocês, eu sei que vocês querem me ajudar, mas não sabem como. Nunca se sentiram assim. Estou confusa, pois às vezes parece que vocês não se importam tanto assim, às vezes acho que vocês não gostam tanto de mim e tudo o que querem é se orgulhar, e mais nada. Mas depois, me sinto mal por pensar assim de vocês. Eu não sei mais o que fazer, eu sempre faço tudo errado, e tá cada vez mais difícil aguentar, e eu tenho medo que essa minha fraqueza me impeça de conseguir o que eu quero para a vida. É difícil ficar para cima, quando tudo te mantém para baixo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

E então, o que achou do post? Gostou? Odiou? Achou uma bosta e tá a fim de me mandar pra puta que pariu, e dizer que eu sou uma escrota? Fala aí!