Inteligência VS Aparência

24 setembro 2013


Atualmente, a ostentação e a vaidade vêm nos trazido à uma realidade onde muitos super-valorizam a beleza facial e corporal. Ter um rosto bonito muitas vezes é colocado acima de outros valores, tanto é que ser chamado de nerd costuma ser uma ofensa, enquanto que "gostosa(o)" é um elogio (na verdade eu considero isso um assédio, e não um elogio, mas nem todos pensam assim), geralmente quem admira pessoas como as panicats, por exemplo, não tá nem aí se nelas pode faltar caráter ou inteligência, pois o indivíduo está ocupado demais admirando a câmera 18. Se o texto parasse por aqui, eu teria que aturar uma tonelada de comentários toscos dizendo que elas são treinadas pra mostrar o corpo e não o cérebro, que eu sou uma invejosa só porque elas ganham dinheiro com isso, e blá blá blá... de fato, elas são mesmo treinadas pra mostrar o corpo, mas eu não tenho nem um pouco de inveja delas, porque eu valorizo muito mais o trabalho intelectual, eu sei que elas ganham dinheiro com isso, e também sei o quanto o criador do Iphone ganha, e o salário dele poderia pagar todos os salários delas. Ou seja, se a pessoa estudar ela sempre será capaz de muito mais, porque mesmo se faltar caráter, ela é inteligente o suficiente pra se virar sozinha e garantir o sucesso profissional que ela deseja. E é exatamente agora que você me fala: "Ai Amanda, deixa de ser chata, parece minha mãe! Elas já são bonitas, não precisam ser inteligentes". De fato, elas são bonitas, algumas nem tanto, mas me diz, quanto tempo isso vai durar? O tempo vai passando, as rugas vão surgindo, o cabelo vai ressecando devido ao excesso de químicas e produtos, e outros defeitos vão surgindo na aparência, às vezes nem o poder do cifrão consegue combater a força da natureza. E é nessas horas que o que estou dizendo vai fazer diferença na auto-estima de muitas pessoas que são bonitas hoje, mas não têm absolutamente nada na mente ou na alma, a ignorância cria uma parede de egocentrismo tão forte que nada quebra ela, e isso acaba gerando um ciclo-vicioso, onde o egocentrismo molda o orgulho próprio, e esse orgulho faz com que a pessoa se torne ainda mais ignorante, nada faz com que ela mude ideia porque pra ela o mais importante é proteger a sua firmeza. E a vaidade acaba sendo colocada à frente de outros valores, como a honestidade e a humildade, por exemplo.
A beleza é sempre temporária (a não ser que você seja milionário, e de vez em quando nem isso resolve, enfim, continuando), coisas como o caráter e a inteligência permanecem. Se você que está lendo isso, ainda for jovem, suponho que tenha de 12 a 18 anos, a sua capacidade mental de aprender ainda é bem forte, pois o seu cérebro ainda não foi enfraquecido pelos problemas pessoais e pela própria biologia. Caso você tenha o hábito de ler, escrever, estudar e dar duro pra tirar uma nota não apenas alta, mas também merecida, estará ao mesmo tempo traçando um futuro provavelmente muito melhor do que seus pais, seus avós ou aquele seu colega folgado que faz dupla com os "gênios" só pra recuperar nota. E por favor, pare de se importar com aqueles idiotas que te chamam de nerd num dia, e imploram pra fazer dupla com você no outro! Geralmente quem te critica por ser estudioso e dedicado, gostaria de ter pelo menos metade da sua inteligência, sobra apenas os poucos que são ignorantes demais pra se sentirem inseguras diante da "genialidade" alheia, já que para elas tanto faz. Essas pessoas têm um futuro garantido... atrás do balcão de uma padaria, o pior é que elas sabem disso e ainda se contentam com o mínimo por pura preguiça de lutar pelo máximo! Ou seja, você não precisa ser igual a elas só porque elas acham estranho o seu jeito de ser. Por exemplo, você sabe quanto um administrador formado pode ganhar? Dependendo da empresa, menos que um salário mínimo, é verdade, entretanto, se você souber pesquisar, encontrará empresas que pagam mais de 15 mil para quem souber planejar  dia a dia profissional! Mas não decida a sua carreira movido pelo dinheiro, descubra primeiro qual a sua especialidade ou o que gosta de fazer, qual profissão combina mais com a sua personalidade, um bom teste vocacional pode ajudar caso a dúvida seja tão cruel, às vezes a profissão dos seus sonhos exige conhecimentos maiores do que aqueles que você possui, mas com muito esforço você pode sim conseguir o que deseja, lembre-se de que o possível é só questão de opinião. Nutrir o seu intelecto fará com que você ganhe muito mais do que curtidas na sua foto de Facebook! 

Caso pense que estou mentindo quanto às empresas que pagam 15 mil por mês, eu vou explicar, acredite se quiser, um dia eu estava procurando um trabalho, e decidi entrar no pense empregos, vi que pra se cadastrar era necessário pagar, e me irritei considerando aquele site inútil pra quem está desempregado e realmente está precisando trabalhar, mas antes de chegar a escolha de pagamento, me deparei com o seguinte critério: pretensão salarial, de primeira, preenchi o mínimo, apenas o necessário para juntar dinheiro para a faculdade, sem exageros surreais nem nada. Depois de um tempo, decidi que continuaria usando o site sem me cadastrar, ao invés de demonstrar interesse virtualmente, era só anotar o endereço (se disponível), e deixar um currículo pessoalmente, simples. Porém, fiquei insatisfeita, por enquanto não tenho experiência e todos os anúncios exigiam profissionais com curso superior, inglês fluente, experiência no cargo, e etc. E o salário uma merreca, já que não exigi muito. Mas depois, decidi preencher uma pretensão salarial aparentemente absurda, e coloquei no mínimo 10 mil reis, marcando também a cidade onde eu moro, e acabei me surpreendendo ao ver que o pagamento não era tão surreal quanto eu pensava, achei vagas efetivas em administração cujo salário era de 15 mil por mês, isso na cidade onde eu moro, o que é mais incrível ainda! Mas tinha um porém: só pra variar o candidato tinha que ter curso superior, inglês fluente e conhecimentos avançados em windows, e-mail e pacote office. Obviamente eu não tenho o curso superior, estou no segundo ano, meu inglês é básico, apesar de ter facilidade na matéria, eu tenho facilidade em informática mas não lembro como se usa o Excel, espero que os recrutadores não estejam lendo isso. Apesar da minha decepção, isso se tornou apenas mais uma de minhas motivações para continuar estudando e batalhando, cada etapa no tempo que eu mesma adequei, sem se preocupar com quem chegou antes que eu, pois sei bem que as condições financeiras dessa pessoa são outras.
Ter um "corpão violão" e um rostinho bonito pelo visto é inútil, pois não é isso que irá te auxiliar na procura de um emprego, muito menos na vida amorosa, sei que não estou em condições de dar esse tipo de conselho, pois a minha vida amorosa não passa de uma piada velha, mas se quer uma história que não acabe tão mal, deseje que o seu namorado te ame pelo que você é, e não pelo que seu corpo é, pois se o que ele mais valoriza em você é a aparência, as chances dele ser fiel são de uma em um milhão, quem garante que não vai aparecer outra melhor? Quem garante que depois de vários anos juntos, viver uma vida adulta com ele não se torne um inferno, já que você engordou e parece mais uma baleia? Não estou brincando, estou falando sério. E é sempre bom ressaltar aqueles casos onde o garoto troca a princesinha pela ogrinha, aí a "Barbie" fica se perguntando por quê o moço a trocou por "aquela coisa". Quando isso acontece eu acho melhor nem responder a pergunta dela, mas dependendo do meu nível de paciência no dia, é capaz de eu responder mesmo, da pior forma possível, já que é possível sentir o cheiro da futilidade antes mesmo de enxergar essa pessoa chegando. Daqui a alguns anos eu vou ir em uma loja de roupas e ser atendida por ela, o que é trágico por ela, mas pra mim é uma vitória, porque eu não sou colega de trabalho dela, e não, não quer dizer que eu a odeie, só quer dizer que sou grata de ter estudado por tanto tempo e "perdido" algumas festas. 

Um comentário:

E então, o que achou do post? Gostou? Odiou? Achou uma bosta e tá a fim de me mandar pra puta que pariu, e dizer que eu sou uma escrota? Fala aí!