Aceitem-se, pessoas!

27 dezembro 2013


Encontrada em: http://degarotaparagaroto.tumblr.com/
Muitas mulheres (e garotas também), têm uma enorme dificuldade em aceitar o próprio visual natural. Quem nunca tirou a maquiagem, olhou no espelho e sentiu como se fosse uma sósia da mulher do exorcista? Comigo já aconteceu várias vezes, eu "descobri" o delineador e não larguei mais, depois de um tempo, estava tão acostumada a usar maquiagem que nem para o mercadinho da esquina eu ia sem maquiagem. Virou uma questão de auto-confiança, eu não me aceitava mais sem que estivesse com rímel, lápis, sombra e delineador. Uma vez acabou o lápis... não foi muito bonito, considerando que eu não vivia mais sem e tinha passado a odiar meu visual natural. As pessoas achavam que era por futilidade, por metidez. Metida eu nunca fui, disso eu tenho certeza. Sou legal com quem for legal comigo, só não gosto de piadinhas vindas daqueles que só sabem meu nome e quando me veem na rua, quase não dão "oi". Enfim.
Com o passar do tempo, decidi que deveria aceitar meu visual natural, afinal, era mesmo ridículo ser uma eterna escrava da maquiagem, e nem sempre eu tinha tempo pra isso, precisava sempre me arrumar mais cedo, e era um saco. Se eu estudasse de manhã na época, meu Deus, eu sempre odiei acordar mais cedo, ainda bem que estudava de noite. Mas mesmo assim, jamais sacrificaria meu sono por um simples detalhe no meu rosto. 
Escolhia um dia ou dois na semana, e saía de casa com a cara lavada, não importa onde eu fosse. Zero maquiagem, 100 % aceitação. Era isso o que eu queria. Era isso o que muitas deveriam fazer. Passada algumas semanas, eu quase nunca usava maquiagem, só uma ou duas vezes por semana e olhe lá, às vezes nem pra sair eu usava. Até porque eu nunca gostei muito de sair, geralmente eu já saio com vontade de ir embora, mas prometi a mim mesma que vou tentar aproveitar mais quando sair.
Hoje em dia eu sou praticamente obrigada a usar maquiagem no trabalho, porque ninguém merece ouvir todos contra sua opinião, além disso, preciso ser aprovada no estágio. Não que eu não goste de usar maquiagem, eu até gosto, acho bonito sim, mas não chega mais ao ponto de querer usar todos os dias. Sempre que eu posso, tiro toda a maquiagem, não deixo nada, nem um mísero resquício. Chego em casa, e na hora do banho... tchau. 
Acho importante a gente se aceitar como é, seja loira ou morena (ou até ruiva), gorda ou magra, alta ou baixa... com ou sem espinhas, com ou sem sardas, nada disso importa. Chega de chapinha nos cabelos ondulados ou cacheados (agora até homem faz isso?! Homens, não façam isso, pelo amor de Deus), chega de Babyliss nos cabelos lisos... apenas aceite quem você é e será bem mais fácil achar o caminho da felicidade. Não estou falando apenas de aparência, apesar de ter começado por ela, aceite sua personalidade também, e assuma ela. Não fique mudando só pra agradar as pessoas, se for pra mudar, mude por si mesmo, quando achar melhor. Apenas saiba que se for pra alguém gostar de você, tem que ser pelo que você é, não pelo que aparenta ou finge ser. Eu sou debochada, irônica, esforçada, dedicada, me irrito fácil, me entedio fácil, me desanimo fácil... às vezes acho graça em tudo, outras vezes não acho graça em nada. E é bem mais fácil me ouvir dizendo "eu odeio isso" do que "eu amo isso", e apesar disso, não me lembro da última vez que eu falei "eu te odeio" pra alguém. Deve fazer muito tempo, porque eu não costumo dizer isso. Em sala de aula, costumo ser quieta, leio muito, e quando não tem mais o que fazer, durmo. A turma tem que ter me conquistado mesmo pra eu ficar conversando sempre, porque é bem raro eu estar a fim disso. E nem vem com desaforo que vai dar briga, tanto em casa quanto na escola. No trabalho costumo ser calma e prestativa, não entendo aquela gente que vai pro trabalho e não quer trabalhar (se é assim, por que não pede demissão de uma vez?). Quando se trata de estilo, já que comecei pela aparência, sou bem desencanada, e me arrumo por mim mesma, gosto de cores sóbrias, ou de tons pasteis, mas nada muito colorido, e nem me fale em estampa floral, ou geométrica. Estampa animal aí depende.Procuro ser sincera na medida, sem ficar mentindo toda hora. E é isso, se for pra mudar, que seja por mim. 
O importante é, sempre foi e sempre será aceitar a si mesmo, mas nem todos sabem disso. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

E então, o que achou do post? Gostou? Odiou? Achou uma bosta e tá a fim de me mandar pra puta que pariu, e dizer que eu sou uma escrota? Fala aí!