Ano novo... quem diria?

28 dezembro 2013


Encontrado em: http://umsonhochamadomatilde.blogspot.com.br/2011_01_01_archive.html
Não vou mentir como todo mundo faz, dizendo que este ano passou rápido, porque ele não passou. Ele não foi tão ruim, teve seus momentos tensos, mas também teve muitos momentos bons. Vi minha melhor amiga pessoalmente pela primeira vez, li muito, sorri muito, chorei algumas vezes, pensei muito em muitas coisas, mudei de opinião sobre outras, fui demitida de um emprego no começo do ano, e consegui outro no final. 
Só posso dizer que aprendi muito, e que ainda vou aprender. Tenho muitas metas para o ano que vem, quero me formar no ensino médio, passar no Enem, ser efetivada no emprego que comecei há mais ou menos dois meses, quero sorrir mais e quem sabe ser menos anti-social na próxima turma... ser menos distraída também, garantir os materiais do ensino técnico e da faculdade de antemão, consertar um celular que deixei cair no começo do ano, dar certos presentes pra minha família (afinal, eles passaram a vida me dando de tudo, sempre que puderam, nada mais justo do que retribuir sempre que eu puder). Quero separar uma graninha pra visitar essa minha amiga, e outra pra ir no meu primeiro Anime Extreme (prefiro que seja no final do ano). 
Em final de ano, não faça expetativas, mas sim, metas. E corra atrás de todas elas, planeje-se bem, mensalmente, semanalmente, diariamente... é sempre bom ter metas diárias, nada como terminar o dia sabendo que fez tudo o que queria fazer, nem que seja sorrir, dar umas risadas, ver quem você ama... ou algo como resolver problemas do banco, passar na prova daquela matéria difícil, nada é impossível pra quem sabe ser persistente. 
Esse ano pra mim foi bom, se olhar bem. Tive meus problemas, mas eu sorri bastante e fiz coisas que eu pensei que jamais conseguiria fazer. Ano que vem eu quero mais. Quero sorrir mais, persistir mais, sonhar mais, realizar mais. Escrever mais, mexer muito com design. Mas acima de tudo, ser feliz sem aquele medo constante de as coisas desabarem quanto tudo parece perfeito. Isso estraga as notícias boas, basta saber manter o foco, e tudo ficará bem. Se não ficar, tudo bem, a gente supera, a gente resolve. Nada de pânico, nada de estresse (olha só quem fala, haha). 
Se não tiver muitas coisas na lista de desejos, eleja pelo menos algumas metas principais: sorrir, manter a calma, nunca desistir, acreditar... são coisas que fazem bem para a gente e devem ser feitar diariamente. 
Em 2014 sejamos mais otimistas, persistentes, sorridentes. Sejamos mais carinhosos e alegres. Não queira que 2014 seja melhor, faça com que ele seja. E faça com que cada mês seja melhor, faça com que cada semana seja melhor, faça com que cada dia, hora e minuto seja melhor, sempre. A hora de ser feliz é sempre a de agora, não importa como, onde, com quem ou com o que. Apenas seja. Perdoe mais a si mesmo e às pessoas com quem vive. Uns chamam de tolice, mas eu chamo de paz. E para se ter paz, não é preciso de um vestido branco na noite de reveillón, e sim, de atitudes. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

E então, o que achou do post? Gostou? Odiou? Achou uma bosta e tá a fim de me mandar pra puta que pariu, e dizer que eu sou uma escrota? Fala aí!