Sem inspiração?

22 janeiro 2014


Encontrada em: http://camila-brothers.blogspot.com.br/2013/04/maquina-de-escrever-antiga-imagens-para.html
Uma das piores sensações que existem é a de precisar escrever e não poder. Colocar para fora todo o peso e amargura, ou  apenas procurar a positividade em uma crônica fofa. Ou falar o que pensou sobre um livro ou filme, seja legal ou não. Ou falar o que pensa sobre determinado tópico. 
Você pega o Notebook e loga o blogger. Digita e apaga. Digita e apaga. Digita e apaga. Nada sai. Lê os textos maravilhosos que outras blogueiras escreveram, mas nenhum deles te inspira. Você se sente cada vez mais frustrada e irritada. 
Pensa em escrever algo em seu diário, mas tem tantas coisas para expressar que nem sabe por onde deve começar. Acaba desistindo disso também, e se decepciona por apesar do que diz, não estar conseguindo se expressar pela escrita.
Você tenta escrever a resenha de um livro que acabou de ler, mas nem isso é capaz de fazer. Pega um caderno e uma caneta para dar início ao martírio sem fim: escreve e risca, escreve e risca, escreve e risca. Nada te agrada, nada fica bom. Você arranca a folha, amassa, e joga fora numa mistura de frustração, raiva e mágoa.
Como se inspirar? No que se inspirar? Como escrever? O que expressar? 
A mágoa te domina a ponto de você desistir do seu querido texto, afinal, é tarde e você precisa trabalhar no dia seguinte. Você vai para o banheiro, escova os dentes e toma duas pílulas para dormir. Sem elas, sua noite é um pesadelo. Aquele tipo de pesadelo que você vive acordada, afogada em pensamentos indesejados. 
Você pluga os fones e coloca uma música para tocar, na esperança de se acalmar um pouco. Quem sabe até se inspirar, enfim? 
Você deita na cama, e só para variar, milhões de pensamentos tomam conta de sua mente. Se der sorte, os remédios fazem efeito e você dorme como um anjo. Mas se não der, terá que, no dia seguinte, lidar com as consequências de ter uma mente enlouquecedora, tomando café como se fosse água, e torcendo para que pelo menos ele faça efeito em você.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

E então, o que achou do post? Gostou? Odiou? Achou uma bosta e tá a fim de me mandar pra puta que pariu, e dizer que eu sou uma escrota? Fala aí!