3 Seriados que eu recomendo

24 fevereiro 2014


Untitled
Não sou lá muito fã de televisão, eu já fui, mas acabei enjoando porque a televisão daqui de casa fica ligada 24h por dia, minha mãe não vive sem desde os 8 anos (quando meus avós compraram a primeira televisão deles).
Minha infância claro, foi recheada com desenhos do Cartoon Network e os filmes da disney, e a medida que fui crescendo, fui tendo vontade de explodir a televisão. Com todo o carinho.
Apesar de hoje em dia eu preferir que a TV fique desligada, tem algumas coisas que eu ainda gosto de assistir, como as séries e os filmes que passam (confesso que alguns ainda são da disney, hahaha).

1) Two and a Half Man                                                                   
Essa série tinha tudo para ser a minha preferida... tinha. Até o Charlie Sheen sair do elenco, porque era ele que fazia a série ser engraçada, e eu sempre acabava rindo das coisas que ele dizia. O personagem novo até que é engraçado, mas ele não tem o brilho que o Charlie Sheen tinha (o Charlie Sheen é glitter, o outro é só purpurina =P haha). 

2) Friends                                                                                         
Quem não ia querer uma amizade como a deles? Que dura a vida inteira? Esse seriado é ótimo para darmos boas risadas enquanto torcemos para que pelo menos UMA das nossas amizades seja tão duradoura quanto a que os protagonistas de Friends possuem. Tenho três melhores amigas, e sei que nada dura pra sempre, mas... que seja bom enquanto dure, né?

3) The Big Bang Theory                                                                  
Sheldon, Leonard, Penny e Raj. Foi com apenas quatro personagens que a série começou, mais tarde entraram as nerds Bernadette e Amy. Eu simplesmente adoro aquele bordão do Sheldon Cooper, "Bazinga", e sempre quis saber o que a palavra significa. Pois bem, é a mesma coisa que "te peguei" ou "te enganei", ou até "enganei o boobo, na caasca do ovoo...". A expressão vem da palavra Zing, que é usada quando se engana ou ridiculariza alguém, e como o produtor queria uma palavra nova, decidiu acrescentar um "ba" no começo, e um "a" no final, formando a famosa Bazinga. 



Nenhum comentário:

Postar um comentário

E então, o que achou do post? Gostou? Odiou? Achou uma bosta e tá a fim de me mandar pra puta que pariu, e dizer que eu sou uma escrota? Fala aí!