8 Comédias Românticas pra você Assistir de Novo

25 abril 2014



É meio estranho uma ogra como eu gostar de ler Nicholas Sparks e assistir comédia romântica, né? Pois é, na maioria das vezes eu acabo me interessando pelo enredo e pela personalidade dos personagens, mas a história não me comove, e não faz com que eu fique sonhando acordada (um pouco de realismo não faz mal a ninguém, sabia?).
Não é todo mundo que aprova o meu jeitinho caseiro, mas eu sou do tipo que AMA ficar em casa lendo, dormindo, ou vendo filmes e séries comendo pipoca. Pra quê eu vou enfrentar filas enormes de cinema e a muvuca do centro se eu posso esperar o filme ser disponibilizado para download, e assistir ele no conforto da minha casa, não é mesmo? 
Como eu não sou a única caseira no mundo, resolvi indicar 8 das várias comédias românticas que eu amo assistir quando estou em casa, seja sozinha, com a família, com as amigas, enfim... é bom de qualquer jeito.


1) A Proposta: Ela, uma mulher com o visto vencido prestes a ser deportada (a não ser que se casasse). Ele, seu assistente. O plano, fingir que vão se casar e se divorciar em seguida. O resultado? Altas confusões e uma paixão surgindo que uma farsa.

2) De Repente 30: Quantas garotinhas de 13 anos já desejaram ser adultas, achando que esse seria o único jeito de conseguir o que queriam? Não sei, só sei que ela era uma delas. E graças ao pózinho que seu melhor amigo lhe deu, o seu desejo tornou-se realidade, mas as coisas não saíram como o esperado...

3) Maldita Sorte: Em plenos 12 anos, um garoto é amaldiçoado por sua coleguinha. A partir daquela idade, toda mulher com a qual ele transasse, acabaria se casando com o próximo namorado que tivesse. À medida que ele foi crescendo, a história foi se espalhando e ele ficou conhecido como o "cupido da sorte". No meio disso, ele acaba se apaixonando por uma mulher parecida comigo: por conta dos amores fracassados, não queria se relacionar. Sem falar que era um desastre natural. É claro que, por ser um filme, ela se apaixona por ele, e ele faz de tudo para que ela não tenha um próximo namorado.

4) O Melhor Amigo da Noiva: Eles são amigos de infância, e desde sempre, todos achavam que eles se casariam um dia, mas, em uma viagem para a Escócia ela acaba conhecendo um "príncipe-encantado" e acaba se casando com ele. Convidou seu melhor amigo para ser sua madrinha, ele definiu como missão, melar o casamento e roubar a noiva.





5) Se eu fosse Você: Depois de alguns anos de casado, muitos casais acabam tendo brigas diárias. E foi exatamente o que aconteceu com esse casal, porém, certo dia, eles acabaram trocando de lugar como quem passa por debaixo do arco-íris: homem vira mulher e mulher vira homem. No decorrer do filme, eles tentam descobrir alguma forma de destrocar os corpos.

6) Sorte no Amor: Ela era a garota mais sortuda do mundo, tinha o emprego dos sonhos, se jogasse na loteria, ganharia, e sempre conseguia tudo o que queria sem se esforçar nem um pouco para isso. Até que em uma festa, ela beija o cara mais azarado do mundo, e a sorte dos dois é invertida. Tudo o que ela quer agora, é ter sua sorte de volta, mas será que isso é o ideal para ela ser feliz?

7) Operação Cupido: Duas garotas vão parar no meio do acampamento e de primeira, não vão nem um pouco com a cara uma da outra, e de tanto brigar, acabam ficando de castigo em um alojamento isolado. Nesse alojamento, enquanto acabam se dando bem, elas descobrem que são irmãos gêmeas separadas no nascimento, e decidem trocar de lugar no intuito de unir seus pais novamente. Será que vai dar certo?

8) Os Delírios de Consumo de Becky Bloom: Becky Bloom é uma das típicas mulheres consumistas de Nova York, e o sonho dela era trabalhar em uma revista de moda chamada Allete. Ela perde seu emprego atual, e acaba conseguindo trabalhar em uma revista de economias. Lá, ela se apaixona pelo chefe enquanto tenta esconsder o fato de que está atolada de dívidas até o pescoço.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

E então, o que achou do post? Gostou? Odiou? Achou uma bosta e tá a fim de me mandar pra puta que pariu, e dizer que eu sou uma escrota? Fala aí!