Preconceito contra cabelo colorido, tatuagens e piercings?

21 abril 2014



Se tem uma coisa que me irrita é a hipocrisia infinita que existe hoje em dia, é impressionante, parece que cada vez aumenta mais!
Um bom exemplo disso é o preconceito que as pessoas têm contra piercings, tatuagens, cabelo colorido... milhões de pessoas ainda têm preconceito com isso, mas ninguém assume. Quer um exemplo? Vou contar um fato verídico: numa tarde qualquer, eu tava trabalhando numa loja onde a maioria das funcionárias só sabiam falar sobre moda, maquiagem, e a vida alheia. Uma hora, entrou um homem todo tatuado, com alargador, piercing... eu não achei nada demais porque eu pelo menos gosto desse tipo de coisa, mas o que minhas coleguinhas ficaram falando depois que ele saiu? "O que que ele queria com colar?" "Ah, deve ser pra namorada dele" "Hm, deve ser do mesmo tipinho". Me deu nojo de ouvir isso, mas eu fiquei quieta, porque se fosse pra pedir demissão, era melhor eu já ter alguma garantia de que eu não ia me ferrar depois, né. 
Hoje em dia eu não trabalho mais lá, não sei se dou graças a Deus de ter saído de perto delas, ou se eu lamento por ter ficado desempregada de novo, então não vou fazer nenhum dos dois porque ambos não vão me devolver pro mercado de trabalho, o jeito é procurar outro emprego.
Meu cabelo é normal, loiro, curto e com franja reta. Não tenho tatuagens nem piercings, arrumar emprego não vai ser tão difícil assim, ainda mais tendo cadastro em uma agência de empregos efetivos. 
Mas e se eu usasse meu último salário pra pintar o cabelo em um tom de lilás igual ao da foto, colocar um piercing de argolinha no nariz e fazer uma tatuagem de dragão no ombro direito? Ou no braço, que é onde aparece mais? Seria praticamente pedir pra ficar desempregada por muito mais tempo. 
Aí vem aquela desculpa da aparência profissional: "ah, mas em uma empresa de grande porte a sua aparência é seu cartão de visita, você precisa demonstrar seriedade...". Dizer essa frase não vai te fazer parecer menos preconceituoso, ao contrário, só vai mostrar mais ainda o tamanho do seu preconceito. 
Por que uma loira de cabelo curto e franja reta pode ser considerada profissional e uma garota de cabelo lilás não? As duas são normais, elas podem ser competentes, responsáveis e dedicadas, não é uma tintura de cabelo, um pedacinho de metal no nariz ou um desenho na pele que vai mudar isso. Se ambas forem maduras o suficiente, não vão renegar a roupa social, o blazer, a camisa branca... isso faz parte, só é ridículo medir o grau de profissionalismo pela cor do cabelo ou número de tatuagens que uma pessoa possui. A maioria das tatuagens vai ficar escondida pela roupa do trabalho, e se realmente não houvesse preconceito, o cabelo colorido seria considerado normal, e não seria tão decisivo na hora de conseguir um bom emprego.
O pior é que se você chamar essas pessoas de preconceituosas, elas vão fazer de tudo pra te convencer de que não são. "Ah, não é preconceito, eu só acho feio". Achar que uma pessoa é feia não é desculpa o suficiente pra demitir ela, se ela usa o traje pedido pela empresa, cumpre as regras, trabalha bem, chega no horário, demitir ela por causa da cor do cabelo seria a mesma coisa que demitir alguém porque essa pessoa é gorda demais ou magra demais. Mas você se nega a assumir seu preconceito e mantém a hipocriosia, porque infelizmente, nos dias de hoje, parecer e ter é mais importante do que ser
Não adianta dizer que não existe preconceito contra essas pessoas, porque apesar de ele ter diminuído e elas não serem completamente execradas da sociedade, ele ainda existe. Elas estão sendo excluídas do mercado de trabalho por causa de um simples gosto pessoal, mas a hipocrisia das pessoas é usada para mascarar esse preconceito, e fazer com que isso pareça certo. Mas não é.

4 comentários:

  1. Infelizmente, o que disseste é verdade. E olha que se eles soubessem o trabalho que dá manter um cabelo colorido, a responsabilidade que é (com hidratações e vários cuidados), não sei se não contratavam logo quem o tem XD

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahaha eu imagino. Mas o trabalho que dá ter um cabelo colorido pode não dizer nada sobre a postura profissional da pessoa. Tipo, ela pode ter responsabilidade pra cuidar disso e acabar perdendo tempo demais com o cabelo. Mas também pode ter responsabilidade com isso e com todo o resto também.
      Como já foi dito, o que demonstra a competência de uma pessoa são as atitudes, não a aparência.

      Excluir
  2. Claro que a aparência não demonstra nada. O problema é que muitas pessoas não passam disso e não conseguem olhar para lá de um cabelo colorido ou umas tatuagens. É triste :/

    ResponderExcluir

E então, o que achou do post? Gostou? Odiou? Achou uma bosta e tá a fim de me mandar pra puta que pariu, e dizer que eu sou uma escrota? Fala aí!