5 Livros que Viraram Filme

02 maio 2014



Quem nunca leu um livro e se sentiu frustrada quando viu o filme, mas ao mesmo tempo, se apaixonou por cada segundo dele? É, geralmente o filme não costuma condizer muito com a história do livro, em Querido John, por exemplo, a história se torna completamente diferente, aparecem cenas que nem sequer tinham no livro. E em Marley e Eu eles cortam as melhores partes do livro (em minha opinião). Mesmo assim eu adorei assistir os dois, e espero um dia poder dizer que assisti todos os cinco filmes abaixo, assim como logo poderei dizer que li todos os livros (só falta um).


A primeira coisa que eu vou dizer é: no livro a Savannah é morena, no filme ela é loira! What? Explica isso, produção! E eu já disse que a história é completamente diferente da que é contada no livro, mesmo assim o filme é maravilhoso e dá ótimos gifs para o Tumblr (sim, eu tenho mania de perceber essas coisas, assim como imagino como deve ser editar as cenas e fazer com que fiquem perfeitas).

Ah... quantas garotinhas não devem ter se debulhado em lágrimas assistindo esse filme... bom. Quantas exatamente eu não sei, mas eu sou uma delas. Não derrubei uma mísera lágrima, mas com o livro é outra história, a morte foi bem detalhada e eu tava envolvida com a leitura, então... já era. Sobre o filme, eu só tenho uma coisa a reclamar: no livro teve uma cena de uma adolescente que havia sido esfaqueada na frente de casa, o John ouviu e foi cuidar do caso, o Marley provou que podia defender a família do perigo caso precisasse, houve uma cena digna de seriados policiais como CSI, mas no filme só apareceu a garota gritando, e toda a emoção se resumiu a isso. Estragaram uma das melhores partes do livro.


Dessa vez eu não posso formular uma crítica, já que eu ainda não li o livro nem assisti ao filme, mas estou doida para fazer os dois, o livro inclusive eu já comprei e vai ser o próximo a ser resenhado aqui no blog, então, fiquem de olho, hein?

Eu já li o livro, e sou uma das poucas pessoas "sem sentimentos" que não choraram em parte alguma, mesmo estando envolvida com a história. Muitas vezes eu preciso que a cena me lembre de algo pessoal para chorar, e a história de Hazel Grace e Augustus Waters não me lembrou de nada. Porém, eu dei várias risadas enquanto lia, e não vejo a hora de assistir o filme para rir um pouco mais.

Devo ter assistido esse filme umas cinco vezes e em nenhuma delas eu prestei atenção, pois é, eu tenho essa mania: coloco um filme pra assistir e fico fazendo várias coisas ao mesmo tempo, escrevo alguma coisa, programo posts, vou pegar coisas pra comer, e quando eu menos espero o filme terminou sem eu ter visto uma única cena. Mas eu li o livro, escrevi uma resenha e garanto que ele é ótimo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

E então, o que achou do post? Gostou? Odiou? Achou uma bosta e tá a fim de me mandar pra puta que pariu, e dizer que eu sou uma escrota? Fala aí!