#Top5 Tombos Malucos que eu Levei

08 maio 2014



Não sei nem se falando os tombos vão ser tão engraçados quanto foram na hora, quanto mais escrevendo. 
Mas se vocês têm a imaginação fértil, acho que basta imaginar como deve ser sido a cena espetacular de uma alemoa levando os tombos mais patéticos da vida dela. Mas pode ter certeza, cada um deles rendeu muitas risadas para as pessoas que os viram, haha!

Primeiro: Esse foi na Educação Física, nós estávamos jogando vôlei em uma roda, num lugar bem espaçoso do ginásio. Eu sempre acabava levando uma bolada na cara ou um tombo fenomenal, mas nunca deixei de rir disso porque sempre era hilário. Uma vez eu fui pegar a bola que tinha ido parar numa rede parecida com aquelas de goleira, e acabei escorregando e caindo nela. Eu fiquei toda enroscada e à medida que ia levantando, eu tentava me soltar da rede. Só dava pra ver meus amigos dando crise de riso, e eu acabei rindo também porque a cena era realmente engraçada.

Segundo: Eu devia ter uns 12 ou 13 anos, nós estávamos na frente da casa da minha melhor amiga na época, brincando de esconde-esconde na rua. Eu fui cometer a "genialidade" de me esconder atrás de um monte de pedrinhas brita, e quando eu fui levantar e correr pra me bater, eu escorreguei e caí dura no chão. Mas não foi um escorregão qualquer: eu patinei nas pedrinhas até cair! Foi ridículo, e todas se mataram de dar risada!

Terceiro: Naquela tarde eu tinha decidido mudar a ordem dos móveis do meu quarto, e pra isso, eu tive que tirar a cadeira que eu uso na minha escrivaninha e colocar no corredor, mas só pra variar, eu não coloquei de volta no quarto. Acho que estávamos só eu, minha irmã e minha mãe em casa, porque no fim de tarde quando a gente decidiu ir na padaria, tivemos que apagar todas as luzes e trancar tudo. Okay, mas quando estávamos indo pra rua eu reparei que tava fresquinho e fui voltar pra pegar uma jaqueta, e como eu fiquei com preguiça de acender todas as luzes de novo, eu fui correndo no escuro mesmo. Só que eu esqueci que eu tinha deixado a cadeira no meio do corredor, e acabei tropeçando nela, por sorte a porta do quarto tava aberta e eu fui voando lá pra dentro, até o final do quarto (eu podia ter dado direto com o nariz na porta se estivesse fechada). Sério, eu fui voando, gritando e com os braços pra frente, tipo o super-homem, sabe? Minha mãe e minha irmã foram entrar também e quando viram a cena, quase tiveram um infarto de tanto rir.

Quarto: O professor não tava na sala de aula, e não tinha absolutamente nada pra fazer, então meus colegas decidiram jogar bola na sala (sério), mas não um jogo de verdade, era só chutar um pro outro mesmo. Eu e mais quatro garotas estávamos conversando em mesas praticamente do lado deles, e uma hora a bola escapou e quicou na minha mesa. Eu me assustei, dei um grito, acabei indo pra beirinha da cadeira sem querer e ela virou, logo, eu caí de bunda no chão e ainda levantei os braços quando caía. Todos se mataram de dar risada, e uma das garotas disse que foi engraçado porque parecia tombo de desenho animado (porque eu levantei os braços), e que ela nunca viu ninguém caindo assim.

Quinto: Esse aqui não é tão engraçado, mas mesmo assim eu vou contar. O dia tava nublado, tinha chovido e eu fui no centro, primeiro em uma agência de empregos e depois em uma loja comprar os ingressos do Anime Extreme. Quando eu tava chegando em casa, e fui descer do ônibus, o degrau tava úmido (lógico), e eu escorreguei. No que deu? Eu caí sentada no degrau do ônibus, com as pernas abertas e esticadas. A rua tava vazia de pessoas, mas na minha frente tinha um cachorro de rua que o dono da agropecuária que fica perto da parada costuma cuidar como se fosse dele, acredita que o cachorro quase saiu correndo? Foi ano passado ainda, eu lembro de ter chegado em casa rindo muito e contando tudo pra minha mãe e minha irmã, sem falar que eu tava louca pra contar isso pessoalmente pra uma amiga minha, mas a carona dela pra ir no Anime Extreme furou, e uma hora eu ia precisar também, por tanto, nenhuma de nós foi no Anime Extreme =/ Cara... tava até o PC Siqueira e o Monark lá, o PC Siqueira é um dos poucos vloggers que eu acompanho, e minha irmã é fã do Monark. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

E então, o que achou do post? Gostou? Odiou? Achou uma bosta e tá a fim de me mandar pra puta que pariu, e dizer que eu sou uma escrota? Fala aí!