Feliz Dia dos Pais ♥

10 agosto 2014


Que belo domingo pra eu ter uma aparição nesse blog, né? Hehehe... sei que eu costumo sumir às vezes, mas a minha rotina é meio corrida, aí o cansaço e o tempo nem sempre deixam eu passar por aqui.
A sorte é que eu consegui chegar a tempo de desejar um feliz dia dos pais pra vocês, né?
Acho que eu nunca disse isso pra vocês, mas desde pequenininha eu sempre fui muito apegada ao meu pai, e até hoje eu sempre gosto de deixar bem claro que eu não trocaria o meu por nenhum outro.
Quase morro de orgulho dele, gente, hahaha: ele tem inglês avançado, manja dos computadores como se tivesse doutorado (exagero?), e tem um gosto musical bem eclético, mas diferente de qualquer pai de hoje em dia. O seu provavelmente escuta sertanejo, pagode, samba... o meu adora rock, pop antigo, dependendo da música até sertanejo universitário ele topa (ele é bastante apegado na mensagem que a letra da música passa, assim como eu). Eu herdei uma boa parte do meu gosto musical dele, e temos um favorito em comum: o lindo do Rock ♥ Ele tocava bateria quando tinha a minha idade, e eu acabei tendo vontade de aprender também, não apenas por inspiração nele, mas porque eu acredito que deve ser um ótimo jeito de expressar as minhas emoções mais intensas, e eu tenho uma mania absurda de ficar batucando nervosamente na coxa enquanto escuto música (eu tento imitar a música, mas dá tudo errado kkkk).
Como ele é bom em computadores, é bom em celulares também, e eu acho muito engraçado isso porque cara... até ele tem Whatsapp e eu não!!! Como assim??? hahaha, inverteu, porque geralmente quem fala mal das redes sociais são os pais, mas dessa vez a "idosa rabugenta" sou eu: não gosto de Whatsapp. Acho estranha a ideia de ficar passando meu número de celular, e ele é um aplicativo só pra conversa, sendo que eu vivo desativando o chat do Face pra ficar só olhando os posts sem falar com ninguém '-'
Também devo ser a única adolescente no mundo que acaba passando músicas pro celular do pai por bluetooth de vez em quando, ou que costuma "assaltar" o pen drive dele pra pegar as músicas que ele escuta no carro (todas as que eu tenho no celular vieram de lá, e as que não vieram, peguei de colegas e amigos porque eu morro de preguiça de baixar e depois ainda ter que passar pro celular).

Além disso tudo, ele é super engraçado e gente boa, sempre faz amigos por onde passa e tem vários amigos. Eu dou muita risada com ele e adoro os conselhos que ele me dá, mesmo quando eu fico em dúvida sobre eles (é bom saber que o meu pai se importa comigo e que ele vai estar sempre pronto para o que der e vier). Quando eu peço pra sair (o que é meio raro já que eu sou meio parada) ele sempre deixa, se eu não tiver feito nada de muito errado ou não tiver muito perigo, qual o problema? Eu me planejo, me viro e ele confia em mim o suficiente pra saber que eu não vou fazer merda, e isso é importante, pois assim eu posso ser mais independente e ter certeza de que não estou atrapalhando ninguém.

Agora que eu já falei do meu pai, eu quero saber do de vocês: vocês são tão apegados aos seus quanto eu? O que deram pra ele de presente de dia dos pais? Cês nem vão acreditar, mas eu dei cueca =P hahahaha, desculpa, pai, no Natal eu capricho mais, tá?
Enquanto comentam, fiquem com uma musiquinha da Legião Urbana pra vocês e não se esqueçam de encher seus pais de carinho, feliz dia dos pais!



Nenhum comentário:

Postar um comentário

E então, o que achou do post? Gostou? Odiou? Achou uma bosta e tá a fim de me mandar pra puta que pariu, e dizer que eu sou uma escrota? Fala aí!