John Green Lovers ♥

19 agosto 2014



Posso ter parado com as resenhas, mas meu desejo de comentar os livros que eu termino ainda não cessou completamente. E juro que não parei de ler, hein? Ler é essencial pra mim, uso isso pra me distrair, pra me acalmar, pra fugir dos pensamentos... na maioria das vezes funciona, preciso apenas de 5% da minha disposição para pegar o livro da bolsa e começar a ler. Meus colegas de trabalho comentam sobre isso direto: "nossa, mas você lê, hein? toda semana tá com um livro diferente!", "ela tá sempre lendo, nem escuta os outros" (acontece, rs, eu me envolvo muito com a leitura, se eu não cuidar, perco paradas e me atraso para compromissos).
Se tem um autor que me fez querer mais, foi o John Green. Pelo amor de Deus, sério: esqueçam aquele preconceito que vocês têm com "livro de adolescente" ou "livro que virou modinha", porque os livros dele valem muito a pena. As citações são mega inspiradores, e os diálogos são hilários. Trate de levar a sério a frase de Markus Suzak "Você vai rir, vai chorar e ainda vai querer mais", não só para com A Culpa é das Estrelas, mas com todos os outros. Eu posso não ter chorado em nenhum deles, por mais tristes que as histórias possam ser, mas eu ri e com certeza quis mais (muito mais).
Desde que li o primeiro, fiz questão de colecionar todos os outros, e não me arrependi nem um pouco do dinheiro que eu gastei com isso (ou melhor, investi nisso).
Para provar, vou falar sobre cada um deles nesse post mesmo. 



E o filme de A Culpa é das Estrelas, alguém assistiu? Eu ia ver de galera com meus colegas de trabalho, mas não deu muito certo: era meu primeiro mês de trabalho e eu não recebi meu cartão a tempo, sem falar que até chegar o fim de semana eu já tinha desistido de sair de casa pensando: "aff, pegar ônibus, enfrentar duas filas enormes pra depois quase cair naquela sala escura? prefiro baixar e assistir em casa, no meu sofá, com uma bacia enorme de pipoca e o banheiro logo ao lado u.u". Mas confesso que eu queria ter assistido, pois pelo trailer, o filme parecia bem fiel ao livro:




Nenhum comentário:

Postar um comentário

E então, o que achou do post? Gostou? Odiou? Achou uma bosta e tá a fim de me mandar pra puta que pariu, e dizer que eu sou uma escrota? Fala aí!