Tenha a si Mesmo(a)

09 setembro 2014


"Ninguém é feliz sozinho".

Se você é um dos adeptos da frase acima, e está, assim como todos, a procura da felicidade, saiba que está indo pelo caminho errado.
Você com certeza já passou por uma ou mais fases difíceis na vida. Sabe quando tudo dá errado? Quando tudo parece perdido? Quando as pessoas te abandonam e você se sente traído, abandonado e decepcionado? Fica um buraco dentro de você onde elas costumavam permanecer, não é? E você começa a pensar que precisa de alguém para te reerguer. 
Se não passastes por uma fase dessas, com certeza um dia passará. Ninguém possui seguro contra isso.
Você nunca pensou que este "alguém" que você precisa para reerguer-te, pode ser nada mais e nada menos do que você mesmo? 
Esqueça o lema do "Ninguém é feliz sozinho" e substitua pelo do "Eu fico bem sozinho", ou melhor ainda: "Eu não me importo de ficar sozinho". Talvez você ainda não saiba reconhecer, mas a sua felicidade pode estar a um "eu me viro" de distância.

O individualismo faz bem às vezes, pois o mesmo te levará a independência. Todos precisamos de uma dose de desapego. Você não precisa romper laços ou terminar relacionamentos que estão indo bem para provar a si mesmo que não precisa de ninguém para ficar bem. Apenas aproveite a paz que essas pessoas lhe trazem enquanto elas permanecem ao eu lado, e, se um dia elas mudarem de ideia, deixe que vão. Deixe que partam. Deixe que sumam, e torça para que não voltem. Não é necessário guardar rancor, não é necessário planejar longas discussões. Apenas deixe elas irem embora, com a certeza de que isso não é um obstáculo para você.
Tenha sonhos, trace metas. Crie táticas, estratégias. Corra atrás, por mais que demore, por mais que seja difícil, um dia você chegará lá e poderá dizer: "Ninguém me ajudou, então eu desapeguei e fiz tudo sozinho. Não me arrependo de nada do que fiz, ou falei e também não mudaria meu passado. Pois se o meu passado fosse diferente, o meu presente também seria. E eu gosto dele agora."
Pode acreditar, um dia você ainda dirá isso, nem que seja defronte o espelho do corredor de sua casa. 
Não descarte companhias, não descarte boas amizades, não descarte a confiança que ainda lhe resta em certas pessoas. Mas saiba reconhecer o seu próprio valor caso um dia elas não estejam mais aí.

Quando ninguém mais estiver ao seu lado, ou quando ninguém tiver recursos suficientes para ajudá-lo, lembre-se: troque o "eu não tenho ninguém", pelo "eu tenho a mim mesmo", e vá para mais uma luta. Sozinho sim, mas com força, fé e perseverança. É assustador, mas valerá a pena um dia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

E então, o que achou do post? Gostou? Odiou? Achou uma bosta e tá a fim de me mandar pra puta que pariu, e dizer que eu sou uma escrota? Fala aí!