Grupo Leitores Fiéis

07 outubro 2014


É absurdamente incrível a dificuldade que eu tenho pra divulgar o meu blog, geralmente é um misto de ter preguiça de comentar em outros blogs (sendo que toda blogueira quer receber comentários pra saber o que as pessoas acharam da "obra de arte" delas, inclusive eu), e não saber bem o que escrever.
Ok, qualquer blogueira vai chegar e dizer "ah, fala a tua opinião sobre o post e bota o link embaixo", porque qualquer um detesta receber coisas como "seguindo, segue de volta?" em um post que ela pode ter demorado horas pra fazer. Qualquer pessoa odeia isso, no Insta também e no Twitter também. Há uns anos atrás, quando eu criei meu primeiro blog, colocar "seguindo, segue de volta", funcionava entre as iniciantes, e eu mantive alguns leitores que comentavam lá por causa disso. Só que com o tempo isso foi incomodando, claro, porque você vai ganhando a consciência de que a pessoa não leu o seu post, ela só quer números, e você vai perdendo o interesse. Dá até raiva de receber esse tipo de coisa, e pior do que "seguindo, segue de volta", somente o "segue que eu te sigo", porque você já sabe que a pessoa não vai seguir de volta, ela só quer receber, não precisa falar a verdade.
Mas falar o quanto você gostou do post e comentar algo a mais não é uma garantia de que a pessoa realmente vai acessar seu blog, principalmente se a pessoa já tem um número enorme de comentários e seguidores. Fica mais difícil acompanhar e ela acaba relaxando um pouco, aí o máximo que ela faz é responder seu comentário no blog mesmo, sem acessar nada. Na maioria das vezes a pessoa nem tem tempo pra acessar, ou ela acaba se achando por causa da quantidade de reconhecimento que ela recebe.
Uma coisa que até que ajuda bastante são aqueles grupos de divulgação no Facebook, o primeiro eu achei por acaso, quando eu tava saindo de um grupo de Rock onde todo mundo só sabia falar merda, xingar bandas, chamar um ao outro de poser, etc. Apareceu nas recomendações e eu entrei, mas a princípio não resolveu taanto assim. Eram apenas posts de gente dizendo "quero conhecer novos blogs, coloque o seu link ali embaixo". Você vai, bota o link e... nada acontece.

Mas... uma coisa mudou quando uma garota criou um grupo chamado Leitores Fiéis. O nome dela era Kelsey Days (no Face, pelo menos), e o blog dela é esse aqui. Ela falou sobre as pessoas se preocuparem mais com os números do que com a interatividade em si. Tipo quando a pessoa tem milhares de seguidores e curtidas, mas não tem quase nenhum acesso e os comentários são zerados também. São leitores fantasmas, que apenas clicam em "seguir" e depois somem.
E claro que é bom ter esse número todo, porque isso facilita o acompanhamento de blogs, mas nem todo mundo acompanha de verdade. 
Quando a gente posta, a gente quer pelo menos uma resposta pra isso, e quem sabe conhecer pessoas que tem os mesmos gostos que você, que pensa do mesmo jeito, que também ama blogs (o que pessoalmente é difícil de achar). Se quando eu acho pessoas que gostam de livros na mesma intensidade que eu, eu já fico meio eufórica por dentro, imagina quando eu conheço alguém que também é blogueiro? A minha reação é exatamente essa: "meu DEUS, VOCÊ EXISTE? ONDE VOCÊ ESTEVE ESSE TEMPO TODO?". 

Okay, ela falou a ideia em um grupo que se não me engano, se chamava "Divulgue seu Blog", e disse "quem gostou da ideia, e quer participar, comenta aí", eu gostei da ideia e comentei, mas não achei que fosse realmente receber nada. Mas mesmo assim me empolguei e acabei sendo a primeira a divulgar meu blog.
Para a minha surpresa, as garotas que estavam entrando no grupo realmente curtiram, comentaram, elogiaram... eu fiquei toda alegre, pra não dizer maluca, hahaha. Algumas vieram, comentaram, seguiram, curtiram a page... e eu fiz questão de responder todas, claro. À medida que eu ia recebendo os comentários, a reação era essa:

OMG, ALGUÉM COMENTOU?

MEU DEUS, ALGUÉM COMENTOU!

AAH, BRIGADO DEUS, ALGUÉM COMENTOOU!

AAH MOLEEQUE


Hahahaha, desculpa, mundo mas eu não sou normal. Se for pessoalmente eu fico exatamente assim também, só que por dentro. Por fora eu tento parecer que não tenho problemas mentais e agradeço normalmente:

Ain, que isso... brigada =)
Mentira. Eufórica eu não fico, mas eu vou ficar um ano perguntando se a pessoa gostou, perguntando se ela leu isso, se ela leu aquilo, se ela gostou dos textos... e quando ela diz que não leu porque não teve tempo ou algo assim, eu respondo algo como "ah tá... tudo bem". Mas por dentro eu fico tipo: "arruma tempo então! Lê logo essa porra". Hahahaha. 
Sim, eu fiquei rindo do meu próprio post com piadas idiotas. E aí conclui que eu realmente não sou desse planeta.


Realmente, a ideia de criar aquele grupo foi boa, porque as blogueiras foram se conhecendo, eu acabei conversando com algumas, e quando alguém divulga um post, as pessoas comentam apenas sobre o post, não ficam colocando link dos blogs desesperadamente a não ser que alguém peça, e isso é muito bom. E elas são sinceras, se elas acham que precisa arrumar algo, elas dizem, mas não ficam xingando nem nada, apenas dizem. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

E então, o que achou do post? Gostou? Odiou? Achou uma bosta e tá a fim de me mandar pra puta que pariu, e dizer que eu sou uma escrota? Fala aí!