#Playlist Be positive, baby

04 novembro 2014




Recentemente eu tenho tentado ser mais positiva comigo mesma, ter mais auto estima, manter o bom humor por mais tempo, rir mais de mim mesma...
Já aceito meu visual natural, sem maquiagem nem nada. Passei a não ligar se estou magra demais ou não. Consegui esquecer meu passado completamente e tô prometendo a mim mesma que se algo der errado, eu vou resolver não importa quanto tempo demore. Chega de desanimar, chega de ser tão pessimista... foco. 
As coisas têm uma tendência maior a dar certo se a gente manter a calma, acreditar e fazer acontecer. Lógico, não dá pra esperar que tudo caia do céu, é necessário estratégia, planejamento, determinação. Nem tudo pode ser conseguido de imediato.
Apesar de estar lutando todo dia pra ser mais otimista, eu tento ser realista também, pra evitar frustrações. Me preparo para encarar o pior, e não ficar tão derrubada se algo ruim acontecer. Pensar logo em uma solução ao invés de ficar nervosa e frustrada ajuda, rs.
Na lista também está: me importar menos com as coisas, me estressar menos com certos desaforos... quanto menos você se importa, menos você se estressa. Só porque você se nega a perder tempo com certas coisas não quer dizer que você seja fraco: pra que perder horas com discussões desnecessárias quando você pode apenas mandar tomar no cu mentalmente? A pessoa cala a boca mais rápido e você passa menos tempo aturando ela. #FicaDica =) 
(Uma meta meio complicada pra quem se irrita tão fácil quanto eu, mas... stay strong, hahahaha)

O meu cansaço às vezes atrapalha isso: quase todo dia eu tô cansada, com sono, com dor nas pernas, dor na cabeça (por consequência eu fico tonta, às vezes), e também com uma outra dor que eu prefiro nem dizer onde é. 
Parece que meu corpo inteiro foi mastigado e eu fico de mau humor, com vontade de ficar em casa pra sempre. Isso é tipo: adeus motivação. Mas eu vou ser mais firme, prometo. "Já te disseram pra ir num médico, Amanda?". Já, já disseram sim, rsrsrsrs, assim que possível eu vou, preocupa não. =P (Sério, várias pessoas já disseram que pode ser depressão, e eu fiquei tipo: what? O.o Acho que não, meu bem...).
  

Uma coisa que me ajuda bastante é ler pra esquecer as preocupações e ficar mais tranquila. Escrever também, pra colocar pra fora o que me incomoda. E ouvir músicas mais animadas, carregadas de auto confiança, pra manter a vibe. Claro que já montei a playlist das mais ouvidas, e... podem aproveitar comigo.

Estou aqui pra te dizer que cada pedacinho de você é perfeito, lá de baixo até o topo.
- Meghan Trainor


Estranho como já não tá aparecendo mais tanto Rock na minha playlist... a maioria das músicas que eu costumava ouvir eram do pen drive do meu pai, aí eu nem precisava decorar os nomes. Deu que eu não lembrei de quase nenhuma, e como eu também adoro pop, fui ouvindo outras cantoras. 




Nenhum comentário:

Postar um comentário

E então, o que achou do post? Gostou? Odiou? Achou uma bosta e tá a fim de me mandar pra puta que pariu, e dizer que eu sou uma escrota? Fala aí!