Quer? Não roube nem espere: faça.

20 dezembro 2014


O que as pessoas são capazes de fazer para conseguir o que querem?
Andar ao lado da ética e traçar estratégias independentes, sem prejudicar ninguém?
Correr atrás friamente sem se importar em quem foi pisoteado sem querer?
Sabotar os planos alheios na ausência de confiança em seus próprios?

É uma vergonha assumir que um ser humano que se diz racional possui tanta necessidade de diminuir alguém para fingir que tem grandeza.
Mal sabem eles, mas o que o suor alheio criou, ninguém jamais será capaz de destruir. A auto-confiança, a força e a perseverança podem juntas criar pontes indestrutíveis para o sucesso.
Porém, se o seu sucesso depende do fracasso alheio, é sinal de que você não é forte nem auto-confiante: se confias tanto em si mesmo, porque tem tanto medo das conquistas alheias? Se você se acha tão invencível, porque precisa tanto se garantir de um jeito tão imoral e desesperado?
Quem é forte muito independe da fraqueza alheia para manter-se na luta: ele cai, levanta e sai andando, sem nunca olhar pra trás. Quem é forte não se deixa apavorar pelos obstáculos porque ele tem em si a fé de que saberá descobrir o que fazer. 

Tens ciúme do reconhecimento alheio? Que vergonha!
Tentar desbotar a luz alheia jamais fará com que a sua passe a brilhar, muito pelo contrário: isso simplesmente queima a sua lâmpada.
Se a reputação alheia te deixa tão inseguro, trabalhe e molde a sua. Não há outro modo de conseguir esse feito, sua máscara de R$01,99 pode te esconder por um tempo, mas um dia ela irá cair e as pessoas verão quem é você realmente.

Sendo assim, crie vergonha na cara e arrume alguns motivos para que um dia possa realmente se orgulhar de si mesmo. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

E então, o que achou do post? Gostou? Odiou? Achou uma bosta e tá a fim de me mandar pra puta que pariu, e dizer que eu sou uma escrota? Fala aí!