"Política não se Discute"?

08 janeiro 2015


Hoje vou falar sobre a utilidade da política e de falar sobre a mesma, a começar por duas histórias verídicas (que aconteceram comigo). A primeira é mais recente, e a segunda faz um pouco mais de tempo.


Uma vez, no trabalho, eu e um colega meu estávamos conversando enquanto abastecíamos. Não sei como, mas o assunto chegou à corrupção e política. Até que ele soltou: "eu odeio política, política não presta".
Então eu expliquei para ele: "A culpa de existir corrupção não é da política, e sim, dos políticos que o povo elegeu. São eles que roubam, são eles que prometem e não cumprem. Mas a ideia principal da política é colocar ordem na sociedade. Se não fosse pelas leis que a política nos impõe você poderia ser assaltado na rua e não teria o menor direito de reclamar disso, porque um assalto seria algo tão banal quanto mostrar a língua. Tudo seria permitido, não existiriam crimes. Você poderia estar morto."
Claro que no dia eu não usei uma linguagem tão formal, apesar de ser trabalho, não precisa exagerar tanto. Quando se trata da vida profissional, o ideal é evitar palavrões e gírias, mas também não precisa enfeitar tanto o vocabulário. 
Enfim, deu pra entender, né? A política não é constituída apenas por hierarquia e sistemas como socialismo ou capitalismo, democracia ou monarquia por exemplo. Ela é principalmente feita pelas regras que regem não apenas o país, mas o mundo. 
Sabe quando você vai se cadastrar em um site, e no final eles perguntam se você "leu e concorda com a política de privacidade" deles? Pois é, são as regras deles (que você nunca lê, rsrsrs).


Ok, próximo tópico e: vamos à próxima historinha.
Eu estava no twitter reclamando da educação do Brasil, e nisso veio uma garota debater sobre política comigo. Dizendo que era ridículo reclamar do governo, sei lá o que (aham, defendendo a Dilma e tudo ¬¬), que foi graças a esse governo tão horrível que ela conseguiu uma bolsa em universidade x, etc etc e etc. 
Ela disse que política não se discute, e mais tarde. quando eu mencionei o Ensino Médio Politécnico ela perguntou se eu estudava em escola estadual, e parou de responder quando eu disse que sim.
Antes mesmo de dizer qual é a importância de se discutir política, vou ressaltar o comportamento mimado da garota: pelo visto a "madame" estudava em escola particular ou algo assim, então vamos lá: ninguém é melhor do que ninguém, o lugar que você mora/trabalha/estuda não te torna superior a quem não tem as mesmas condições. Se você se acha foda só porque seus pais conseguiram bancar você e seus estudos a vida inteira, parabéns: você é um imbecil! =D Até porque, o máximo que você fez foi aproveitar ao máximo o que ganhou, acha que simplesmente estudar pra conseguir uma bolsa te torna melhor do que alguém? Você não é o único que precisou estudar para conseguir algo, e detalhe: a existência de bolsas de estudo não é um motivo para venerar o governo. A nossa situação educacional seria melhor sem o ensino médio politécnico nas escolas estaduais (veja meu post sobre isso aqui), e muitos outros países possuem programas de bolsas de estudo. Os nossos governantes não fizeram mais do que a obrigação deles ao criar algo assim. 
E tem mais: tem os que precisam estudar arduamente para conseguir uma bolsa de estudo, e tem também quem além de estudar pra caralho, precisa trabalhar para se manter mas não quer desistir da faculdade. Se você é um deles e está na luta, ou se formou, parabéns, mas não vem empinar esse seu narizinho porque ficar se exibindo vai simplesmente te transformar em um bosta. 
E só porque uma pessoa não precisou trabalhar além de estudar, não significa que ela seja fraca ou mimada, principalmente quando os estudos dela são em tempo integral (o que provavelmente impossibilitaria ela de trabalhar). O que a torna mimada é se achar superior por causa disso e/ou querer tudo de mão beijada.
Ah, e mais: a tática dela era: perdi meus argumentos? Vamos apelar então para o "política não se discute". O que só prova que além de ser acomodada e mimada, ela tem uma mente muito fraca a ponto de não conseguir se manter em uma discussão racional.


Aee, chegamos ao ponto principal que deu origem ao título do post! o/
Política se discute, sim! E o motivo é muito simples, sem google, sem pesquisa, sem nada: sem discussão não há mudança. Você não terá permissão dos seus pais para fazer algo sem antes conversar calmamente com eles. Você não vai conseguir resolver algo com seu namorado sem ter uma DR (e por favor, deixe de ser maluca e não transforme isso em sinônimo de quebra-pau).
O debate é sempre um degrau a mais na escada da evolução, independente de qual seja o assunto. Seja um relacionamento, seja religião ou seja política, se ninguém discutir, não serão apresentados os problemas e as hipóteses, nem os prós e contras de cada opção. 
Se ninguém nunca tivesse discutido política, sabe como estaríamos?

Não, não estaríamos na ditadura. Não, não estaríamos na época da escravização dos negros no Brasil.
Muito provavelmente não seríamos nem colônia de Portugal, porque sem uma discussão, o navio português não teria saído de lá.
Se bem que o mundo não estaria tão evoluído assim, mas vou me limitar ao Brasil porque eu não posso falar de todos os países separadamente.

Percebeu que se ninguém nunca tivesse discutido política nós nunca existiríamos e pouquíssimas coisas no mundo teriam melhorado (melhorado? Teriam apenas índios aqui, as melhoras nem importariam para eles...).




Então, aí está: a política é importante, e discutir a mesma também. 
O que precisamos é de uma revolução em todos os quesitos: educação, saúde, segurança, estrutura, limpeza... não se sabe qual tópico colocar em primeiro lugar, pois todos são essenciais e estão em situação precária.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

E então, o que achou do post? Gostou? Odiou? Achou uma bosta e tá a fim de me mandar pra puta que pariu, e dizer que eu sou uma escrota? Fala aí!