Parceria cancelada | Não confie em qualquer loja

29 março 2015


Sim, o post tá vindo fora de hora, fora de data, fora da ordem, enfim. Vocês sabem o esquema: eu posto terça, quinta e sábado pra conseguir manter o blog atualizado sem perder a inspiração e ainda ter tempo pra ficar programando, mas se eu quiser falar logo de algo, posto em qualquer dia.

E eu preciso avisar que, sobre a primeira parceria do blog, eu não poderia ter feito escolha pior.

Pra falar a verdade, a escolha nem foi minha: foi deles. Eu tava de boa no Face, quase meia noite eu acho, e veio mensagem deles: "oi!! que tal uma parceria??". Me empolguei toda, porque imagina né, primeira pareceria do blog? Eu tava cagando se a loja mal tinha seguidores, se quase ninguém conhecia, eu foquei totalmente no fato de que: PRIMEIRA PARCERIA DO BLOG, CHAMA A GLOBO PRA NOTICIAR ISSO AÍ, AEEEOW KSUMVGBURJMG!!!
Resultado? Aceitei, fiz post na hora, divulguei em tudo quanto é canto...
O esquema era o seguinte: eu botava o banner deles com o código promocional, e a cada 5 vendas com o código, eu ganhava um presente.

Ok, já imitei legal minha reação. 

Detalhe que eu esqueci uma coisa: não se confia em qualquer loja na hora de fazer compra online. E eu sempre vou por popularidade (quanto mais pessoas gostarem, mais confiável é), fico de olho nos comentários sobre o produto, sobre a loja, vejo se não tem ninguém reclamando de nada, observo pra ver se o layout não tá um cu (porque se for assim, é uma pessoa qualquer que criou loja pelo Wix e resolveu brincar de vendedor na "internetch"). 
Fui fazer uma compra pra testar o tal do código (e também porque eu achei um delineador em gel que eu tava doida pra comprar porque vi resenha em blog =P), e me fodi. Ok, não era tão caro, custava o que, 14 reais? Não era nem isso. Ainda bem que eu não comprei aquele vestido plissado que custava quase 100 reais, porque olha o que aconteceu:

O prazo já era longo (de 20 a 60 dias, mais ou menos, disseram elas), por isso nem mencionei isso no post porque não dava pra elogiar e eu é que não ia fazer propaganda enganosa.
Eu tava na espera, e lá por dia 20 de fevereiro eu fui ver o status no site da loja, sendo que comprei dia 25 de fevereiro, ou seja: 60 dias? Aham, Cláudia, senta lá ¬¬
E deu pra fazer login pelo menos? Não. Apareceu uma mensagem dizendo que meu email não estava cadastrado, e não funcionou nem quando eu tentei o email do blog. Me enfureci, mandei email pra elas e a explicação era: "mudamos a hospedagem do site da loja, e ainda estamos transferindo os dados. Dá pra perceber uma mudança no layout da loja. Ninguém nunca reclamou do nosso serviço, e sei lá o que", foi tipo isso. Jura que eu tava ligando pro layout, né? Eu queria meu produto, não interessava se era barato.
Aí elas pediram pra eu me cadastrar de novo. 
Ok, dei uma chance, cadastrei e nada do meu produto chegar, e eu imaginando uma leitora comprando o vestido de 100 reais e passando por isso. Mandei email de novo, e a desculpa já era outra: "quando o produto é de baixo valor pode dar sei lá qual problema, duplicaram o pedido e elas tiveram que arrumar, mas eles iam dar um jeito e meu produto ia chegar". 

29 de março, e nada do produto que eu pedi no Natal. 

Meus parabéns à equipe da loja Shop Delas pela eficiência em seus serviços, só fico surpreendida pelo fato de que ninguém nunca reclamou de nada antes. Vai ver já aconteceu, mas preferiram não falar nada.
Acontece que eu não sou assim: se acontece um problema comigo, eu vou atrás de um jeito para resolver. Eu reclamo, se precisar eu bato boca, talvez não dê certo, mas eu tenho que tentar pelo menos.

Dessa vez não deu pra resolver, sei que alguns vão sugerir que eu processe, mas eu sequer tenho dinheiro para pagar advogado, então... partiu prejuízo. Aliás, um advogado cobra uns 15 mil, né (no mínimo)? Se bobear eu nem ia ganhar indenização, se ganhasse, os serviços de advocacia iam ter um valor maior do que o que eu ganharia, e eu não vou pagar mais de 50 mil (vai saber!) por um delineador.

Enfim, o prejuízo nem é tanto já que o produto era barato, mas só pra avisar: não comprem lá, principalmente se for algo caro, porque não vai dar certo.
Além do mais, o que eu tava pensando? O blog fala sobre livros, críticas, crônicas, etc, tudo num estilo "cult" por assim dizer, aí a criatura vai e faz parceria com loja de maquiagem? O que as primeiras experiências não fazem...




Nenhum comentário:

Postar um comentário

E então, o que achou do post? Gostou? Odiou? Achou uma bosta e tá a fim de me mandar pra puta que pariu, e dizer que eu sou uma escrota? Fala aí!