Ser descontraída é normal

14 março 2015


Não sei por que algumas garotas são tratadas como uma joia rara pelo simples fato de serem engraçadas e espontâneas. Na verdade eu até imagino, mas aceitar? Não vai acontecer.
Não, eu não sou tão mau humorada assim a ponto de não achar graça em nada, apesar de já ter sido assim e continuar sendo de vez em quando. Mas no geral, se eu estiver de bom humor, dou risada até do vento. 
Dá pra reparar que quanto mais bem humorada for a mulher, mais facilidade ela vai ter em fazer amizade com o sexo oposto. Ou despertar a atração. Não encare como um "aff, sou desejada, mas tá ficando chato, parem de me chamar pra sair". Não está chovendo tanto assim na minha horta, gente, rs. É apenas uma observação ao que já ouvi dizer sobre os homens em geral preferirem mulheres engraçadas. 

Dizem que o homem é mais divertido por natureza, né? Se importa menos com as coisas, tem menos preocupações, menos estresse, chega a ser infantil. A mulher é mais séria, amadurece mais rápido.
Pura besteira. Primeiro porque ao comparar um garoto e uma garota de 19 anos, já vi muitos casos em que o garoto era bem mais maduro que ela. Eu definitivamente não acredito em superioridade, cada caso é um caso e pronto. 
Segundo, porque maturidade e seriedade são coisas separadas e bem diferentes uma da outra. Algumas pessoas são mais sérias que outras, mas isso não quer dizer que são as vozes da experiência e que o restante do universo é infantil por dar risada com mais facilidade, por motivos tolos. Maturidade, pra mim, tem a ver com saber tomar decisões e resolver seus problemas sozinho, ser independente na medida certa, conseguir pensar com clareza em situações difíceis e se manter em constante evolução. E nenhuma dessas coisas te obriga a moldar uma carranca eterna no rosto, e chamar o resto de criança por agir diferente. E não, não me considero totalmente madura porque eu tenho muito a aprender ainda, mas não significa que eu não possa ter opinião própria.
Muitas mulheres pensam assim. Eu já pensei assim, mas mudei de ideia depois de pensar sobre o assunto. 
Claro que toda brincadeira tem limite, e que certos assuntos não nasceram pra serem motivo de piada. Mas dar risada da vida tá liberado, gente. Eu deixo, rs.

Por que estou discutindo o que é maturidade? 
Justamente pelo que eu disse no começo do post: às vezes, quando a mulher é mais desencanada e zoeira, ela acaba sendo considerada um artefato divino. Ela é "diferente", ela é "especial". Sabe o que ela é? Nada. Só ela mesma, e isso não é grande nem pequena coisa. Só um fato. 
Acho que essa superestimação exagerada surgiu do femismo (não direta e puramente dele). Por quê? Porque na época do machismo, a mulher deveria ser submissa e quieta, obedecer o homem. Não podia se abrir demais. Com o tempo, surgiram movimentos feministas, exigindo direitos iguais para ambos os sexos. "Nós somos humanos também, seus merdas". A raiva era tanta, que muitas decidiram "virar o jogo" e mostrar que sexo superior mesmo é a mulher (por isso eu disse femismo), que foi atrás do que queria. Que é mais madura, mais evoluída. E como muita gente associa a maturidade à seriedade, deu que mulher engraçada é louca ou criança para algumas "feministas" (que acham que são feministas, mas se fossem, não achariam tão necessário comentar a vida alheia), e puta para os machistas (por atrair a simpatia do sexo oposto, as pessoas tendem a achar que em vez de amigos, são ficantes, aí já viu, né? E também acho que isso não é da conta delas, que ela faz o que quiser, mas enfim, deu pra entender).

Agora, pra fechar e resumir: o senso de humor de uma pessoa (ou a falta dele), seja homem ou mulher, não a torna melhor ou pior do que ninguém. Não a torna especial, diferente talvez, mas não significa que ela seja perfeita. Ela é apenas ela e pronto, isso é normal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

E então, o que achou do post? Gostou? Odiou? Achou uma bosta e tá a fim de me mandar pra puta que pariu, e dizer que eu sou uma escrota? Fala aí!