4 Lançamentos de Terror que eu Não Quero Perder

22 junho 2015



Sei que eu não costumo postar nas segundas, mas nesse sábado eu disse que ao assistir os trailers antes de Jessabelle, eu fiquei com vontade de assistir pelo menos uns 3 filmes, né? Pois é, eu errei: foram 4, se bem que eu já queria assistir A Forca antes de entrar no cinema e talvez ele não conte, mas mesmo assim eu vou colocar ele na lista e logo logo vocês vão entender por quê.


Alguém aí lembra do Charlie Charlie Challenge, aquela invocação de capeta mexicano que tem nome inglês e é chamado em inglês também (o que não faz sentido nenhum)? Pois é, era puro merchan pra esse filme aí. Inclusive eu fiz o desafio e o lápis nem mexeu (e se eu me apaixonar e quiser saber se o crush corresponde sem ter que me entregar? #Sacanagem). Mesmo assim, nos comentários do Trailer, as pessoas continuaram falando merda e um deles até disse que a caneta queimou quando ele tentou ¬¬ Vai num psiquiatra, então!

"Eu não gosto que vocês vejam essas coisas antes de dormir" "Mas mãe, não é real, tudo bem se não é real". Aí o demônio do filme aparece na casa do pirralho só pra deixar geral se cagando de medo. Belo truque, eu queria um filme onde acontecesse algo na sala de cinema mesmo, durante o filme. Mas mesmo se o sobrenatural existisse, não acho que a merda de um filme de Terror vá fazer o capiroto querer visitar a sua casa. Eu podia dizer que só aceito se trouxer chocolate, mas vai que ele vem e enfia o chocolate na minha guela, me matando com um chocolate?
Detalhe extra: sempre tem que ter aquela musiquinha infantil no estilo "adoleta" pra servir de trilha sonora pra uma cena onde tem gente morrendo. Combina super, né?

No começo do trailer, eu jurava que era um daqueles dramas que fazem aquelas garotinhas remelentas de 13 anos saírem do filme fungando sem parar, mas aí começou a musiquinha...
Só pelo trailer eu já sei que a guria é burra: ela tava brincando de bater na parede e a pessoa do outro lado batia de volta, achando que o amiguinho tava lá. Aí, por SMS, descobriu que ele não tava. Essa é a hora que você para de bater na parede, se cobre até a cabeça e tenta dormir, mas a idiota tinha que tentar bater de novo??? Se tem uma coisa que me deu mais vontade ainda de ver o filme foi a frase: "Quando você chama um espírito, todos eles podem ouvir". Aquele tipo de frase que você olha pra trás depois que escuta, só pra ver se ainda tá sozinho, sabe? hehehehe E que se você fosse um protagonista de filme de Terror, ia ter um crítico assistindo, dizendo pra você não olhar e te chamando de retardado por ter desobedecido ele.

Esse filme prova que nem no papa você pode confiar mais. Sabe aquela carinha bonitinha, de velho bonzinho? Puro disfarce, rolam umas brincadeiras estranhas lá... eles viram o disco da Xuxa ao contrário, invocam a maria degolada e pior: dançam Ragatanga, que é óbvio que é uma música do mal! 

Não sei em qual desses trailers eu fiquei com vontade de mijar, mas não tem muito a ver com  medo, e sim com uma lei que rege a minha vida: TODA vez que eu for no cinema, eu vou ficar com vontade de ir no banheiro e perder uma cena legal por causa disso. 
Detalhe que depois desses trailers passou aquela propaganda romântica do Samsung Galaxy 6. Acho que a pessoa que escolhe esses trailers resolveu pensar: "ah, deixa pra eles se cagarem durante o filme, agora é muito cedo pra botar medo nessa gente". 
Mas assim não tem graça: o filme seria bem mais tenso se as pessoas já começassem a assistir com medo. A guria bota a fita pra assistir e já tem gente chorando, pedindo pra sair... assim que tem que ser!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

E então, o que achou do post? Gostou? Odiou? Achou uma bosta e tá a fim de me mandar pra puta que pariu, e dizer que eu sou uma escrota? Fala aí!