Jessabelle: Esse é pra quem Gosta de Tomar Susto

20 junho 2015


Detalhe pros Minios ali do lado, shuashuashua Tinha Minion pra todo lado naquele cinema '-'
Dia 18 foi a estreia de Jessabelle no cinema. À princípio eu não estava lá muito interessada em assistir, não tinha nenhum motivo especial pra isso, só não me chamou a atenção mesmo.
Porém, mudei de ideia quando vi a seguinte pegadinha de Terror do Não Salvo:


Ta no aaar a pegadinha de terror que o Não Salvo produziu baseado no filme JESSABELLE!!agradecimentos à @beccapires q foi nossa fantasma da banheira
Posted by Não Salvo on Terça, 16 de junho de 2015


O filme fala sobre uma mulher que estava grávida, e ao sair para dar um passeio de carro com o marido, sofreu um acidente: um caminhão veio em direção ao carro e os atropelou. O marido morreu e ela ficou paraplégica. 
Como ia ser um pouco difícil se virar sozinha, ela teve de ir para a casa do pai dele, que ficava no meio do mato. Os outros quartos ficavam na parte de cima da casa, e como ela não conseguiria subir lá, o pai fez com que ela dormisse no quarto da mãe, que havia morrido de câncer (até onde ela sabia, pelo menos) quando ela ainda tinha poucos meses de vida.
É muito difícil falar do filme sem dar spoiler, mas eu vou tentar. Apenas olhem o Trailer:


Dessa vez, fiz questão de ir na sessão das 21:30, que era a hora do filme legendado. Eu simplesmente DETESTO filme dublado, ninguém na vida real manda os outros "se danarem", ninguém diz "caramba" e "babaca" não é um xingamento tão comum assim. Fora que sempre escolhem dubladores nada a ver, e eu prefiro ouvir a voz real dos atores do filme em vez de ouvir a voz do Goku, ou do burro do Shrek.
Como podem ver, o filme é daqueles que são cheios de cenas de suspense e capirotos aparecendo na tela pra você tomar susto durante o filme, então você não pode ser do tipo que tem medo do sobrenatural, muito menos do tipo que detesta se assustar. 
O que não é meu caso, eu amo filmes que mexem com o sobrenatural, e não me importo de tomar susto porque eu gosto de dar risada do meu lado cagão depois.
O foda é que no meio dos trailers (fiquei com vontade de ver mais uns 3 filmes, aliás), eu fiquei com vontade de mijar e segurei pra não correr o risco de perder o começo do filme (odeio ter que ir no banheiro durante a sessão, mesmo quando tá nos trailers). Depois, bem na hora que começou a tocar aquela musiquinha sinistra, a vontade voltou e eu comecei a lacrimejar de tanto segurar aquela merda, ops, aquele mijo. 
Tive que sair porque pelo visto eu ia mijar de qualquer jeito (sorry), e na hora que eu tava saindo apareceu algo na tela, eu dei um saltinho pra chegar no banheiro mais rápido (acontece shuashuashua meus agradecimentos ao capeta que apareceu na tela pra me apressar). 
Quando eu voltei, adivinha qual cena eu tinha perdido? A cena da cuidadora que inspirou a pegadinha do Não Salvo, pelo menos é o que eu acho, porque tinha uma outra mulher na casa que não tava lá quando eu saí pra ir no banheiro.
Então fica meu conselho: deu vontade de mijar na hora dos trailers? Vá. Prefira perder o começo do filme do que uma cena foda dessas, tô curiosa até agora pra saber como foi.

Lembro que quando eu falei do filme Poltergeist, eu fiz cinco perguntas críticas para filmes de Terror. Seguindo a mesma ideia, aqui vão mais cinco perguntas (quem sabe não começo uma tradição?):

1. O que leva uma pessoa a querer morar em uma casa no meio do mato?
2. Annabelle, Jessabelle... qual vai ser o próximo? Isabelle?
3. Me explica: por que protagonista de filme de Terror sempre tem que investigar? O que tem na cabeça de uma pessoa que resolve cavar uma lápide no meio do mato, só pra ver se tem algo lá dentro?
4. Por que os personagens não se tocam que, quando o espírito diz: "chega mais perto", é sinal que tá na hora de você SAIR de perto?
5. Como uma pessoa pode ficar tranquila assistindo fitas onde uma mulher que já morreu, mexe com um tarô medonho?
Bônus: Notem que a mulher da fita não tem cara de ser boazinha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

E então, o que achou do post? Gostou? Odiou? Achou uma bosta e tá a fim de me mandar pra puta que pariu, e dizer que eu sou uma escrota? Fala aí!