O Cristiano Araújo Morreu?

24 junho 2015


Nessa madrugada, o Cristiano Araújo e sua namorada sofreram um acidente de carro fatal e morreram. Detalhe que todo mundo só fala nele e foda-se a garota, né? Mas eu não estou aqui pra falar sobre superestimação de celebridades, nem pra dizer que ele "já vai tarde", só porque não gosto de sertanejo.
Confesso que a princípio eu nem sabia quem era ele e só me toquei quando disseram que ele cantava "Bará Berê", aquela música que quando tocava na rua eu ficava com ódio mortal de quem tava ouvindo. 

Não posso dizer que estou em luto porque não estou. O máximo que eu poderia fazer é imaginar o que a família, os amigos e os fãs poderiam estar sentindo e ficar mal por eles por um tempinho. Mas o assunto não é esse.

Vim aqui falar sobre quem tá zoando a morte dele, dizendo que já vai tarde, que só falta o Luan Santana... gente, para que tá feio, viu? Eu também não gostava dele mas nem por isso estou achando graça na morte e na dor alheia.
As pessoas estão acostumadas com aquela ideia de que toda celebridade já nasceu com a auto estima lá encima, então acham que nada vai derrubá-las, mas não é assim que funciona. Quantos artistas já morreram por álcool, drogas, depressão? E você aí, sendo idiota, achando que ele tá sendo ingrato quanto ao dinheiro que recebe e falando mal do trabalho que ele faz com amor, como se fulano de tal fosse só um objeto sem emoções.
Não posso dizer que nunca fiz isso, fala sério, quem nunca zoou uma celebridade que atire a primeira pedra. Na hora da piada a gente sempre esquece que eles são seres humanos, que a família dele é feita de seres humanos, que os amigos dele são seres humanos... que os fãs são seres humanos e tem seus motivos pra admirá-lo, assim como você tem os seus pra admirar seja lá quem for.
Só acho que tá na hora de crescer e corrigir essas coisas. Não adianta cobrar dos outros uma perfeição que nem você pode oferecer, claro que isso não te proíbe de falar o que pensa, mas quando o fizer, tenta não esquecer que você também erra, ok? Basta usar as palavras com cuidado e a sua crítica não será ofensiva pra ninguém, a não ser que as pessoas ao seu redor tenham dificuldades em entender qualquer coisa.

Parece que eu mudei de assunto, mas eu não mudei. As pessoas passam dos limites: o cara morreu e mesmo assim ainda tem gente esculachando ele e espalhando discurso de ódio por aí, disfarçando isso de "senso de humor".
E quem chama atenção sobre isso é sempre o falso moralista que tá fingindo estar de luto.
Se você não sente falta do cara, beleza, não fique postando coisinhas depressivas sobre saudade. Mas isso também não justifica achar graça na dor que as pessoas que o amavam devem estar sentindo agora.
Se uma pessoa ri dos seus problemas, a sua reação provavelmente é se irritar, né? Então não faça aos outros o que não quer que façam a você.

Lembro que quando deu aquele incêndio na boate kiss eu critiquei do mesmo jeito aquelas piadinhas tipo: "bora pra boate Kiss, a mais quente do país", e lógico que veio um leigo com problemas de interpretação de texto pra me chamar de falsa-moralista e dizer que eu estava de falso luto (sendo que o que eu falei nem sugeria qualquer sentimento de saudade ou coisa do tipo). 
Até porque se você não vai na onda da escrotisse, você está errado também, porque não é possível que o ser humano possa ter empatia de vez em quando, né?

Apenas penso que seria muito bom se as pessoas aproveitassem momentos como esse para refletir sobre essas ações. Aliás: seria bem melhor se não fosse necessário acontecer algo assim para que elas botassem a mão na consciência.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

E então, o que achou do post? Gostou? Odiou? Achou uma bosta e tá a fim de me mandar pra puta que pariu, e dizer que eu sou uma escrota? Fala aí!