Virar vegetariano é o suficiente pelo bem dos Animais?

17 setembro 2015


Alguma vez você já viu algum vídeo sobre abate? Na escola, em qualquer aula de geografia, sociologia ou sei lá o que, você já assistiu algum documentário como o abaixo?


Só de ver aquelas galinhas e vacas sendo praticamente colocadas em um liquidificador friamente e vivas você já se sente estupidamente culpado por gostar tanto de carne, né? "Ah, não, mas eu não gosto de gado". Eu também não, mas e o Mc Donald's? Vai dizer que você nunca comeu lá? 
Vontade de parar de comer carne que é o bom... nada. Você sai da aula com aquela aura de "amo a natureza", e quando chega em casa, vê que tem bife à milanesa para o almoço e isso acaba com os seus planos, né?

Se você conseguir parar de comer carne, meus parabéns, mas vai ter que dar um jeito de substituir todas as vitaminas que certas carnes têm (nem todas fazem mal, depende da quantidade. E bom, pelo menos você aprende biologia com essa sua tentativa de ser vegetariano).

Só que tem um porém (um não, vários):


  • O leite vem dos animais;
  • O queijo, o iogurte, entre vários outros laticínios, vem do leite (como o próprio nome já sugere: laticínios);
  • Muitas de suas roupas podem ter vindo do algodão das ovelhas, do couro de animais, etc;
  • Até mesmo objetos do dia a dia, como pentes, vêm dos animais;
  • Existem animais de rua morrendo de fome;
  • E não, não adianta APENAS apelar pra campanha do "não compre, adote", porque os animais que não são comprados também possuem um destino bem cruel (quando não são jogados de volta na rua, eles são assassinados, e se bobear vão pro abate. Vi isso num documentário da aula de geografia quando eu tava no terceirão).
  • Ainda existem rodeios;
  • Ainda existe comércio de animais exóticos;
  • Até a salsicha que você come no cachorro quente vem dos animais (e é feita de um jeito bem nojento, por sinal);


Não tenho nada contra quem para de comer carne pelo bem dos animais, só é ridículo o modo como algumas acham que estão salvando o mundo por fazer isso.
Como podem ver, há muito a ser feito e nenhuma causa é maior que a outra. Você não é superior a ninguém porque vai nos churrascos de família só pra comer salada de maionese, nem é inferior a ninguém porque não recusa um Big Mac.

Ninguém precisa parar com causa nenhuma: consegue viver sem carne? Ótimo, que bom pra você. Seu cachorro foi adotado? Parabéns, ganhou até uma estrelinha. Só usa roupas se forem 100% de algodão? Que legal, você vai pro céu se ele existir!
Mas não se sinta um samaritano por fazer isso porque é só um detalhe. Fulano de tal come carne como quem bebe água? E você que tá sempre ostentando na jaqueta de couro?
Não é tão fácil fazer certas diferenças e não é errado ficar feliz por conseguir mudar certos hábitos: o erro está em achar que isso te torna um santo.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

E então, o que achou do post? Gostou? Odiou? Achou uma bosta e tá a fim de me mandar pra puta que pariu, e dizer que eu sou uma escrota? Fala aí!