20 Motivos para ser Grato(a) Todo Dia

24 março 2016



Você sabia que ser grato faz bem para a saúde? 
Todos nós sabemos que o estresse faz mal para o coração e caso seja muito elevado e frequente, pode até aumentar os riscos de câncer. Isso sem falar nas doenças psicológicas como a depressão e o transtorno de ansiedade generalizada (TAG),  por exemplo.

Mas como fazer com que o estresse diminua mesmo quando estamos insatisfeitos com a nossa vida? Muitos de nós escolhemos fazer piada da situação, gerando memes como este:



Outros, além disso, criam metas e metas de vida, esperando que ao conquistá-las, a felicidade venha junto.
Mas será que essa é a melhor opção para que nos sintamos melhores? A coluna de Lorena Muller no Jornal Zero Hora do período de 29/02 a 06/03/2016 explica que não:

Exercício da Gratidão
Quando éramos crianças, fazíamos a lista dos nossos desejos para o Papai Noel. Como adultos, aprendemos a escrever as nossas metas no papel. Tem uma lista poderosa que precisamos fazer para ensinar e exercitar nossos filhos: a lista da gratidão. Pensei e anotei no papel tudo o que já conquistei na minha vida, cada momento que vivi e me senti no auge da emoção.
Quando minha filha Valentina estava na UTI, nós aplaudíamos o xixi, o cocô, quando tomava 4 mls do meu leite... coisas que para muitas pessoas parecem banais, mas para outras é uma grande vitória a cada dia.
A Neurociência explica o poder da gratidão no nosso corpo. Quando geramos sentimentos de gratidão em nossos pensamentos, passamos a ativar o sistema de recompensa do cérebro, localizada numa área chamada Núcleo Accubens. Este sistema é responsável pela sensação de bem estar e prazer do nosso corpo.
Quando o cérebro identifica que algo de bom aconteceu, que fomos bem sucedidos e que existem coisas na nossa vida que merecem reconhecimento e somos gratos por isso, ocorre uma liberação de uma substância chamada dopamina, que é um importante neurotransmissor, ou seja, é uma substância que transmite mensagens entre os neurônios. A dopamina aumenta a sensação de prazer. Por isso, pessoas que manifestam gratidão vivem em níveis elevados de emoções positivas, satisfação com a vida, vitalidade e otimismo.
A gratidão deve ser construída pelo nosso pensamento. Construa o reconhecimento interno pensando em suas conquistas. Por outra via neural, a gratidão estimula as vias cerebrais para a liberação de outro hormônio chamado ocitocina, que estimula o afeto, traz tranquilidade, reduz a ansiedade, o medo e a fobia.
Exercitar o sentimento da gratidão dissolve o medo, a angústia e os sentimentos de raiva. Fica mais fácil controlar os estados mentais tóxicos e desnecessários. O nosso cérebro não é capaz de sentir, ao mesmo tempo, gratidão e infelicidade. Você é que faz a escolha. Ocupe seu espaço e exercite diariamente a gratidão. Para fazer com que seu dia comece de forma positiva, já pela manhã experimente pensar nos diversos motivos que você tem para sentir gratidão.
E termine seu dia refletindo quais foram as suas realizações de hoje que lhe deram prazer, quais pessoas cruzaram seu caminho e lhe ensinaram algo. Gratidão é o amor em forma de reconhecimento.


Meu vô estava certíssimo quando dizia "sorria para a vida que a vida sorrirá de volta para você". Não é uma questão de astrologia, não tem nada a ver com as vibrações que você manda para o universo, e sim, com as que você manda para si mesmo.

Isso não significa que você deva abandonar suas metas, desistir de entrar na faculdade e se conformar com o que possui hoje. 

Agora, imagine o quanto deve ser melhor, mais prazeroso e mais fácil correr atrás dessas metas quando você diminui o ódio que sente pela sua rotina? 

Imagine que você trabalha em comércio, porém, não sente muito prazer no que faz. Quando estamos estressados fica difícil sorrir e fazer o atendimento perfeito, porém, temos que forçar a barra para melhorar nosso trabalho. Como estamos "cancelando" uma ação automática e forçando o nosso cérebro a agir diferente, isso faz com que nosso dia a dia se torne muito mais cansativo do que seria se gostássemos do que fazemos. 
Isso é uma coisa que não aconteceria caso amássemos mais a nossa rotina, considerando que os tais hormônios positivos seriam liberados o dia inteiro, não precisaríamos forçar nada, e os dias ruins seriam bem menos comuns.

Talvez a sua personalidade definitivamente não combine com o seu trabalho, seu estudo, seu curso ou seja lá o que você faz no dia a dia, mas já parou pra pensar em quantas coisas boas acontecem que você deixa passar?
Pode ser uma piada engraçada ou um gesto solidário, se você se acostumar a lembrar das partes positivas do seu dia a dia ao acordar e antes de dormir, aos poucos pode ser que sua rotina se torne menos massante.
O que me diz?

Podemos começar com apenas cinco itens caso você seja um reclamão de merda. E em seguida aumentamos para 10, depois para 15 e quem sabe até para vinte.
Não precisa criar um blog para isso (mas se você acha mais fácil se organizar com um, crie). Não é necessário fazer um projeto de posts semanais com as coisas que te deixaram feliz.
Basta colocar isso em prática no seu dia a dia e você vai ver como as coisas podem melhorar, mesmo não tendo mudado nada ainda.
Eu vou tentar, e você? Mostre esse post para os seus amigos, afinal, todos merecemos ser felizes, não é? =)


Nenhum comentário:

Postar um comentário

E então, o que achou do post? Gostou? Odiou? Achou uma bosta e tá a fim de me mandar pra puta que pariu, e dizer que eu sou uma escrota? Fala aí!