OINTB Season 4 | E os meus Sentimentos?

28 junho 2016


Nossa, eu não posto desde o meu aniversário! =O Três palavras justificam isso: trabalho, enem e cansaço.
Agora, preciso falar sobre essa quarta temporada de Orange is the New Black, e caso a imagem não tenha carregado no seu computador com internet discada, contém spoilers. Porque me desculpem, não dá pra falar sobre essa temporada sem falar até sobre o final.


O que eu posso dizer a princípio, é que essa quarta temporada tem tudo o que eu amo em uma série. Ou quase tudo (faltou eu chorar em alguma cena, mas eu sou meio insensível mesmo, então deixa quieto).
Tem cenas engraçadas, briga de casal (algumas com derramamento de sangue e tudo, né, Crazy Eyes?), e o meu critério favorito: aquele tipo de cena a qual você reage com "CARALHOOOOO =O, PORRA, CARALHO, AUYWNFYRNGBYNFY QUEEEEE????"
Digamos que eu reagi assim várias e várias vezes.

O trailer definitivamente não mostra o quanto essa temporada foi foda.
Fiquei felicíssima por ver a Nicky de volta (ela é uma das minhas personagens favoritas). E achei sacanagem terem apenas 13 episódios, sendo que esperei um ano pra isso. UM ANO.
Por um minuto achei que a Sophia tivesse morrido, aí mataram a Poussey e acabaram com meus sentimentos. Agora todos teremos que esperar mais um ano até saber se a Daya atirou ou não no cara??? Pra que fazer isso com os fãs???

Fiquei louca em várias e várias cenas: Alex Vause tendo ajuda da Lorry pra matar um guarda em legítima defesa, Piper sendo marcada como nazista a ferro e fogo, a luta forçada por um dos guardas que quase matou a namoradinha da Crazy Eyes, a detenta sendo obrigada a comer um rato, o protesto pacífico que acabou com a vida da Poussey (na verdade não foi culpa do protesto, e sim daqueles fascistas de merda)...
E por fim, o que eu citei no parágrafo acima: Dayanara atirou ou não no filho da puta? Daqui um ano a gente descobre.
E falando na Diaz, cadê o John, o cara que engravidou ela?
Porque eu não acho que ele tenha ido embora por vontade própria, é muito mais provável que ele tenha sido persuadido a fazer isso, ou até chantageado/ameaçado. Mas nem ele nem o Mendez foi mencionado (que aliás, não lembro se chegou a morrer ou não nas outras temporadas).


Inês Brasil, estamos com você.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

E então, o que achou do post? Gostou? Odiou? Achou uma bosta e tá a fim de me mandar pra puta que pariu, e dizer que eu sou uma escrota? Fala aí!