Produtividade nas Férias: Pra quê, tio?

20 julho 2016


Trabalhar e estudar é foda, né? Só quem passa por isso sabe como é fazer trabalhos em plena madrugada com sua mãe te xingando e dizendo pra você ir dormir (sendo que não dá tempo de fazer isso em outro horário), estudar a matéria todos os dias nos intervalos com medo de reprovar ou de simplesmente não aprender o conteúdo, ler no ônibus enquanto sente cheiro de sovaco podre...
Aí chegam as férias, aquele tão esperado momento em que você vai se desligar do mundo e esquecer de tudo, certo? 
Talvez nem tanto.

Claro, você não precisa passar todos os dias fazendo faxina geral na casa e ainda estudando 6h por dia na sua própria casa enquanto seus irmãos brigam e tentam matar um ao outro, as férias servem pra livrar um pouco a sua mente do estresse e evitar a sobrecarga.
Mas ser produtivo nas férias pode ajudar a adiantar algumas coisas, e inclusive facilitar a sua vida para quando você voltar. "Ah, mas tem como fazer isso sem eu voltar das férias doido(a) pra assassinar pessoas?".
Lógico! Quer ver? Aqui vão alguns exemplos do que você pode fazer nas suas férias que vão te acrescentar alguma coisa, mas não vão te estressar:

1. Compre dois cestos: "Cê tá doida, mulher? Ouvi dizer que mulher é louca por um pote, agora tem cesto também?". Não estou doida, eu sou doida. Tão doida que eu queria ter um quarto bonitinho, perfeitinho, mas sempre tem roupa jogada e espalhada por aí. Como resolver problemas como esse? Dois cestos: um para roupa suja, e outro para roupa limpa. Assim, quando for necessário se trocar na pressa (ou simplesmente der preguiça de guardar tudo), basta jogar roupa suja em um e roupa limpa em outro. Lembrando que o cesto pode sair caro, então dá pra catar duas caixas grandes e personalizar com papel presente ou tinta guache pra não ficar tão escroto. E isso é só um exemplo: dá pra fazer vários porta-canetas com os potes de requeijão vazios, com garrafa pet cortada, e sabe aquele balde de pipoca de 4 reais? Se você der uma enfeitada, vira uma lixeira bonitinha pra nunca mais acumular lixo na sua escrivaninha. E sabe aquela caixa de sapato enorme que você ainda não jogou fora? Personalize e guarde seus documentos e anotações nele ;) #Ficadica
          

2. 50 é um número Legal: Ainda mais na hora de melhorar seu inglês. Que tipo de músicas você gosta de ouvir? Tente aprender 50, tanto a letra (para cantar junto), como a tradução (pra ter certeza de que você não tá cantando "vem gostosa, vem ni mim"). Sua pronúncia pode melhorar bastante tentando imitar o cantor, e seu vocabulário vai aumentar pra caralho. E depois que aprender as 50, aprenda mais 50. Ah: não precisa fazer só com músicas, dá pra ser posts de blog também (não precisa ser o seu, caso não tenha blog, faça com qualquer um que você goste de acompanhar), dá pra fazer com o twitter e o facebook (já pensou em traduzir certas coisas do site a ponto de conseguir usar em inglês, sem problemas?), dá pra fazer com seu celular, com as coisas que você frequentemente diz no trabalho ("eu vou ver se tem no estoque, poderia esperar um minuto", "infelizmente está em falta, senhora, gostaria de me passar seu telefone para que eu te ligue quando o produto chegar?", "crédito ou débito?"). Você também pode se olhar no espelho, e fazer cenas como essa:
       

3. Jogue uma Moeda na Fonte: Sabe aquele blog novo que você queria começar, mas sabe que vai dar trabalho fazer um layout novo, catar um domínio, e ficar divulgando tudo de novo? Jogue uma moeda na fonte, dê o primeiro passo, comece agora! Você está de férias, mon amour, terá tempo de sobra pra fazer em dois dias, algo que você demoraria 5 semanas pra fazer se estivesse trabalhando. "Mas eu não quero um blog novo". Ok, era só um exemplo, mas e aquele livro que você queria escrever? E aquela DIY que você queria testar e não tinha tempo? E aquela receita difícil que você queria arriscar? E... qualquer coisa que exigia tempo demais do que você costuma ter? Vai lá, começa agora (mas termina de ler o post antes, não me deixa aqui, no vácuo).
       

4. "Ô, TIO GOOGLE!": Como disse Will Traynor em Como eu Era Antes de Você, "conhecimento é poder". Toda informação é bem vinda, então que tal dar uma pesquisada sobre coisas que você vê o tempo todo na TV, mas nem sempre entende o que tá acontecendo? Lava Jato, Processo de Impeachment, Esquerda e Direita... não é errado desconhecer esses assuntos, errado é se manter assim. Errado é se contentar em ser "burro". Você não precisa ser um ativista, ir a manifestações, nem nada do tipo, mas não adianta esperar que o Brasil melhore, quando nem você faz isso por si mesmo.
                     

5. Me diz onde dói: Às vezes a gente trabalha tanto que nem sobra tempo pra marcar certas consultas, mas agora você está de férias, não está? Vá lá no seu gineco mudar seu método contraceptivo (caso você seja mulher e se atrapalhe com a pílula), marque um cardiologista pra saber o que tá acontecendo (caso tenha surgido alguma dor estranha), vá lá cortar fora aquela unha encravada que em pleno inverno não te deixa nem usar tênis!
   


Nenhum comentário:

Postar um comentário

E então, o que achou do post? Gostou? Odiou? Achou uma bosta e tá a fim de me mandar pra puta que pariu, e dizer que eu sou uma escrota? Fala aí!